Reproduzimos a pequena nota da Liga dos Camponeses Pobres, denunciando as ilegalidades cometidas pelos fascistas Confúcio de Moura (governador de Rondônia) e Ênedy Dias (comandante geral da PM), contra os camponeses pobres em luta pela terra.


Jaru, 24 de junho de 2017

No dia 2 de junho de 2017, policiais militares da Força Tática da PM prenderam 5 camponeses no acampamento Jhone Santos, em Vilhena. Eles responderão a processo por porte de armas de fogo e munições, sendo que os acampados Grauria Dragmar de Morais Amâncio e Claudeir Ferreira Angil continuam presos até hoje. Eles pertencem a outro acampamento vizinho.

A mando do fascista comandante geral Ênedy Dias de Araújo, os policiais estavam cumprindo a Operação “Paz” no Campo, que é verdadeira guerra contra camponeses. Em todo estado, são inúmeras denúncias de blitze arbitrárias, humilhações, agressões, torturas desaparecimentos e assassinatos, cometidos por policiais contra trabalhadores em luta pelo sagrado direito à terra. Não esqueçamos ainda que há vários anos, Rondônia recebe o vergonhoso título de campeão de assassinatos de camponeses.

 

Lutar pela terra não é crime!

Conquistar a terra, destruir o latifúndio!

Terra para quem nela vive e trabalha!

LCP – Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental