PR: Derrotar o aumento da tarifa com mais protesto popular

jcomb2

6 de fevereiro: protesto da juventude combatente rechaça aumento de tarifa.


Nota enviada pela Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR), através do comitê de apoio ao AND de Curitiba, contextualizando os protestos que se desenvolvem em Curitiba, contra o criminoso aumento na tarifa de ônibus.


Desde o aumento relâmpago da tarifa dos transportes em Curitiba, o valor da passagem saltou de 3,70 para R$ 4,25. Em algumas linhas da região metropolitana a passagem saltou para R$ 5,30. Enquanto para milhares de trabalhadores vai faltar dinheiro no final do mês, a prefeitura lucra R$ 450 mil por dia e a máfia do transporte recebe duas vezes o valor que deveria ser usado para renovar a frota de sucatas.

Este crime contra o povo foi ordenado pelo prefeito Rafael Greca (PMN), para enriquecer ainda mais o monopólio dos transportes de Curitiba, que é controlado pela máfia das famílias Gulin, Bertoldi e Curi e pelos políticos acionistas da Urbs.

O aumento gerou enorme revolta e descontentamento na imensa maioria da população. Nos pontos de ônibus, estações e terminais o sentimento é um só: 4,25 é roubo!

A juventude de Curitiba e região vanguardeou a luta contra este abusivo aumento da tarefa, realizando panfletagens, manifestações e conclamando todos a lutar contra este criminoso aumento. Imediatamente o prefeito e seu aliado, o governador Richa (PSDB), ordenaram forte repressão para  defender os interesses e o lucro da máfia do transporte. No dia 06/02 a Polícia Militar atacou violentamente manifestantes com bombas, gás lacrimogênio, balas de borracha e prisões. Além disso colocaram policiais disfarçados nos terminais e dentro dos ônibus para vigiar e intimidar o povo a não pular catracas. Mas de nada adiantou!

Na manifestação seguinte (10/02), a PM manteve intenso cerco durante todo o ato, realizaram revistas arbitrárias em dezenas de pessoas, empunhavam armas em tom ameaçador contra manifestantes e usaram até um helicóptero. Foi montada uma verdadeira operação de guerra. E, novamente foram derrotados, pois não conseguiram intimidar nem muito menos impedir a justa manifestação da juventude combatente!

Com o agravamento da crise econômica, política, moral, social e de legitimidade em que se afunda o velho e podre Estado de grandes burgueses e latifundiários, uma onda gigantesca de protestos cresce em todo o país, como é o caso mais recente de SP, RJ e ES. As classes dominantes querem arrancar os direitos duramente conquistados com muita luta ao longo de décadas por operários, camponeses, funcionários públicos, professores e estudantes e sabem que o povo não vai aceitar, por isso têm como única saída aumentar a repressão e criminalização.

Diante dos protestos e da insatisfação popular generalizada, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou pela suspensão imediata do aumento julgando “falta de transparência na elaboração da planilha do reajuste” e “incoerência na justificativa do reajuste”, que seria destinado a aquisição de ônibus novos, fato este já previsto em contrato firmado entre o município e as empresas de transporte. É certo que a prefeitura deverá recorrer da decisão, portanto neste momento é decisivo aumentar e intensificar os protestos para derrotar de uma vez por todas o aumento.

Derrubar o aumento da tarifa! 4,25 é roubo!

Abaixo Greca e a máfia do transporte, inimigos do povo!

Contra a criminalização da luta popular! Rebelar-se é justo!

Viva a juventude combatente!

Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária – UV-LJR

One thought on “PR: Derrotar o aumento da tarifa com mais protesto popular

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.