Ataques a drone tem sido o modus operanti das covardes agressões ianques. Na foto, restos de construções após bombardeio ianque contra civis, no Paquistão (8 de fevereiro de 2012)

Ataques a drone tem sido o modus operanti das covardes agressões ianques. Na foto, restos de construções após bombardeio ianque contra civis, no Paquistão (8 de fevereiro de 2012)

Redação de AND

Um drone ianque bombardeou a região tribal de Sara Khwa, no distrito de Kurram, na fronteira noroeste do Paquistão com o Afeganistão, neste 2 de março de 2017.

Dois combatentes da resistência nacional (vinculados a um grupo armado islâmico chamado Haqqani) foram assassinados. O ataque, que constitui uma grave violação da soberania nacional do Paquistão, é o primeiro do tipo neste país desde que o bandido Trump assumiu o governo.

Segundo informações, o drone veio da fronteira com o Afeganistão, onde tropas ianques seguem ocupando o país e perpetrando o terror colonial contra as massas. Os dois homens mortos viajavam em uma moto no momento do bombardeio.