Água na tocha: manifestações rejeitam a farra olímpica

36c07cad-847e-4fd1-aed3-d7bad18086eb

Pichação na Vila Autódromo, comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro destruída pelos tratores “olímpicos” da prefeitura

Rafael Gomes Penelas

A “tocha olímpica”, símbolo dos Jogos Olímpicos que ocorrerão no Rio de Janeiro, é alvo de manifestações populares por onde tem passado no Brasil. No último dia 26 de junho, um jovem foi preso no município de Maracaju, Mato Grosso do Sul, após tentar apagar a tocha com um balde d’água. Ele foi solto após pagar fiança de mil reais.

Três dias antes, 23 de junho, um fato parecido aconteceu quando a tocha passava por Cuiabá, capital do Mato Grosso. Na ocasião, um jato d’água foi jogado de cima de um prédio, mas não conseguiu apagar o fogo. As imagens viralizaram nas ‘redes sociais’ e o que seriam apenas fatos isolados (ou até mesmo brincadeiras) feitos por algumas pessoas insatisfeitas com a farra da verba olímpica, ganharam apoio e simpatia de milhares de brasileiros. A torcida para que o fogo da tocha seja apagado é grande, como veremos a seguir.

ler mais…

USA: ataque à boate e a doutrina de “guerra ao terror”

timsamorlandolgbtlies2

Redação de AND

O ataque que vitimou 50 pessoas numa boate em Orlando, USA, serviu de combustível, mais uma vez, para os monopólios de comunicação e o Estado fascista ianque extravasarem sua doutrina de “guerra ao terror”. Omar Saddiqui Mateen, identificado como autor dos disparos, nasceu em Nova Iorque e não tinha ligação direta com o Estado Islâmico, muito embora era simpatizante daquele.

Obama aproveitou a ocasião e fez seu famigerado discurso pós-tragédia, exibindo demagogia e hipocrisia sob a forma de “direitos humanos” e “repúdio à barbárie”. Barbárie maior é a que ele prossegue e aprofunda no Oriente Médio, em conluio e pugna com os imperialistas russos e demais potências europeias, submetendo os povos daquela região ao caos. Inclusive, o USA financiou o Estado Islâmico para cumprir o trabalho sujo de desestabilizar a região, feitiço que hoje se mostra contra o feiticeiro.

ler mais…

Belo Horizonte – MG: Ato político exige liberdade para os presos políticos da ATIK

Informe enviado pela Liga Operária a redação do AND:

 

Na manhã de 24/06/2016, em Belo Horizonte, foi realizado um ato de protesto em frente ao Consulado Honorário da Alemanha situado no bairro Buritis, região oeste de BH, à avenida Protásio de Oliveira Penna, 366, em solidariedade aos prisioneiros políticos turcos ativistas da ATIK que estão sendo submetidos a arbitrário e abusivo julgamento na Alemanha.

Ativistas de organizações populares e democráticas, como o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (CEBRASPO), Associação Brasileira dos Advogados do Povo (ABRAPO), Liga Operária, Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), Sindicato dos Trabalhadores da Construção de BH – MARRETA, SIND-UTE Sub-Sede Vespasiano e da Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo se concentraram diante da representação diplomática, abriram uma grande faixa, assinada pelo Cebraspo, com os dizeres: “Liberdade para os presos políticos turcos. A ATIK não está sozinha”. Também desfraldaram as bandeiras dos movimentos e cartazes escritos à mão e com a conclamação “ATIK não está sozinha” nos idiomas inglês e alemão. Panfletos foram distribuídos para os moradores da região.

ler mais…

Instituições recomendam que governo de Rondônia respeite liberdade de expressão


Recebemos na Redação de AND, por meio de nossos leitores, esta importante notícia do posicionamento democrático de entidades de Rondônia sobre a perseguição política promovida contra ativistas em defesa da luta pela terra.

Reproduzimos a seguir matéria da imprensa local.

Para ler na íntegra o documento em pdf, clique aqui.


Rondônia Dinâmica

O Ministério Público nos âmbitos federal e estadual, a OAB-Seccional Rondônia, as defensorias públicas da União e de Rondônia emitiram uma recomendação ao governador Confúcio Moura, ao secretário estadual de Segurança Pública e ao comandante-geral da Polícia Militar (PM) para que respeitem a liberdade de expressão de manifestantes.

ler mais…

Corpo de dirigente do MAB é encontrado no fundo de lago da Usina de Jirau

foto nicinha

Com informações do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)

O corpo da dirigente do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) Nilce de Souza Magalhães, de 58 anos, foi encontrado no dia 21 de junho no lago da barragem da Usina Hidrelétrica de Jirau, em Porto Velho (RO).

De acordo com nota do MAB, trabalhadores da hidrelétrica descobriram o corpo, que estava com as mãos e pés amarrados com uma corda e ligado a uma pedra.

ler mais…

BOPE ataca baile funk a tiros e mata jovem de 17 anos em Manguinhos

Patrick Granja

Rio de Janeiro – Na madrugada de 18 de junho, policiais do BOPE invadiram uma festa na favela de Manguinhos a bordo do “caveirão” disparando contra a multidão. No pânico provocado, o jovem Aliston Ancelmo Ferreira, 17 anos, foi atingido por um tiro de fuzil nas costas e morreu. Várias outras pessoas foram feridas nesse que foi descrito por testemunhas como um “cenário de guerra”. No dia 20 de junho,  reportagem de AND esteve no enterro de Aliston e conversou com o pai do jovem.

Dona Helena Greco: presente na luta! Agora e sempre!

 

Eduardo Magrão

Na tarde do dia 18 de junho, último sábado, ocorreu em Belo Horizonte, um ato público sob o viaduto Helena Greco, em memória dos mortos e desaparecidos políticos durante o regime militar (1964 – 1985) e também em celebração ao centenário de dona Helena Greco (completado em 15 de junho) incansável lutadora em defesa dos direitos dos povos e contra o regime militar fascista.

O ato exigiu da prefeitura o reconhecimento do nome do viaduto, renomeado pelos movimentos populares e democráticos da capital em 2 de maio de 2014 (outrora se denominava Castelo Branco). A prefeitura insiste em não atualizar as placas e sinalizações de trânsito com o novo nome do viaduto, mantendo o nome do general, primeiro gerente militar do regime fascista que infelicitou nosso povo e Nação de 1964 a 1985.

ler mais…

ATIK não está sozinha: atos em solidariedade por todo o Brasil

20160617_123236

Manifestação internacionalista toma fachada do Consulado alemão. Foto: CEBRASPO

Redação de AND

Dia 17 de junho, várias organizações populares, democráticas e revolucionárias do Brasil se mobilizaram em uma mostra de internacionalismo proletário para denunciar o fascismo escancarado que permeia a repressão aos ativistas da ATIK (Confederação dos trabalhadores turcos na Europa) praticada pelos estados imperialistas daquela região, tendo Alemanha e USA à cabeça. O ato reafirmou também a denúncia do genocídio que o velho Estado turco pratica contra os lutadores revolucionários do TKP/ML (partido comunista que dirige uma guerra popular naquele país) e das massas, principalmente curdas.

O imperialismo alemão sequestrou e prendeu dezenas de ativistas da ATIK em vários países da Europa, como Grécia, França, Suíça, etc., e os processou de acordo com as suas próprias leis. Uma verdadeira violação com todos os tratados internacionais. Para mais informações, recomendamos a leitura da declaração publicada pelo CEBRASPO.

ler mais…

FIP-RJ realiza combativo debate sobre os 3 anos das Jornadas de Junho

94569240-b47c-4d6e-a434-dfa15afc4ddb

Durante debate de celebração dos 3 anos da Batalha da Alerj, ativistas prestaram apoio aos membros da ATIK presos na Europa. Foto: CEBRASPO

Redação de AND

No último dia 17 de junho, centenas de pessoas lotaram um auditório no terceiro andar do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ, no Centro do Rio de Janeiro, para participar do debate convocado pela Frente Independente Popular (FIP-RJ) com o tema ‘3 anos da Batalha da Alerj – Viva as Jornadas de Junho!’.

O evento foi realizado no intuito de relembrar e reafirmar a atualidade das grandes jornadas de protestos populares que sacudiram o Brasil em junho de 2013 como estopim de toda a luta levada a cabo pelas massas no campo (principalmente) e na cidade. O debate se propôs também a ser o espaço para cada organização convidada expor e afirmar sua posição sobre o tema.

ler mais…

RJ: PM atira a esmo e mata jovem na favela de Manguinhos

6305c1bb-12f9-481e-ae11-702479977ea5

Na madrugada de sexta para sábado (18), policiais do BOPE, a mais letal tropa da PM do Rio, invadiram uma festa na favela de Manguinhos a bordo do “caveirão” disparando a esmo contra a multidão. Na correria, o jovem Aliston Ancelmo Ferreira, 17 anos, foi atingido por um tiro de fuzil nas costas e morreu.

Nessa segunda a tarde, o corpo do jovem assassinado foi velado no Cemitério do Caju. Familiares e amigos de Aliston denunciam que muitas outras pessoas poderiam ter morrido na ação criminosa da PM. Familiares de outros jovens vitimados pela polícia em Manguinhos estão no enterro para prestar solidariedade aos parentes de Aliston.

Página 64 de 74« Primeira...102030...6263646566...70...Última »

Edição atual

Assine

Edições Seara Vermelha