AND marca presença em debates em todo o Brasil

Divulgação de AND em debate sobre luta palestina na UFPE

Foto da página Aliança Palestina registra debate.

Foto da página Aliança Palestina registra debate.

Nos dias 23 e 24 de agosto, o comitê de apoio ao AND de Recife esteve presente no debate “A Questão Palestina e os Direitos Humanos”, promovido em solidariedade ao povo palestino e que contou com a presença de professores e ativistas da causa palestina, além do cartunista Carlos Latuff. O evento foi realizado no auditório do Centro de Educação da UFPE.

Durante o debate, os ativistas se colocaram em defesa da causa palestina e apontaram o sionismo (materializado no Estado genocida de Israel) como gendarme do imperialismo ianque. Também foi ressaltado o caráter político da resistência palestina que se desenvolve naquela região, ao contrário das mistificações do monopólio de imprensa que despolitizam o assunto tratando como “conflitos religiosos ou étnicos”.

ler mais…

Camponeses saúdam apoio da cidade à luta no Nordeste

bloqueio2

Camponeses bloqueiam BR-101 para garantir a posse da terra.


Reproduzimos nota assinada pelos camponeses da Área Revolucionária Renato Nathan, Acampamento Canoé II e Liga dos Camponeses Pobres – Nordeste, publicada no jornal Resistência Camponesa, saudando o apoio dado por estudantes, professores e demais apoiadores da cidade e expondo a luta pela terra ali travada. Mais sobre o assunto poderá ser lido em AND nº 177, segunda quinzena de setembro.


Nós trabalhadores e moradores da Área Revolucionária Renato Nathan e da Faz. Canoé II juntos a Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste LCP-NE, com muita satisfação transmitimos nossas calorosas, combativas e vermelhas saudações a todos companheiros e companheiras que se juntaram a nós na defesa do direito de morar e trabalhar na terra e engrossaram as fileiras contra o recente ataque do inimigo pelo seu aparato estatal jurídico, manifesto com um mandato de reintegração de posse.

bloqueio1Acreditamos nesta prática como significativa para a formação da aliança entre o campo e a cidade, assim, principalmente saudamos o Comitê de Apoio aos Camponeses que se formou com intuito de defender o justo direito de se rebelar na luta pela terra, particularmente, na Área Revolucionária Renato Nathan que se caracteriza como uma luta por uma nova economia, nova política, nova cultura, ou seja, por uma Nova Democracia que tem na Revolução Agrária seu desencadear.

No dia 10 de agosto conseguimos realizar um importante ato para a história do movimento camponês em Alagoas; o comitê, em frente ao Fórum da Vara Agrária na capital, de forma combativa e vigorosa denunciou com cartazes, faixas e em alto e bom som mais um arbitrário e injusto ataque aos camponeses, enquanto que, simultaneamente, o movimento camponês organizado, com cerca de duas centenas de pessoas, bloqueava combativamente a BR 101 em Messias por cerca de 6 horas. Até que o juiz foi obrigado a atender camponeses, estudantes e professores, foi obrigado, também, a assumir as entranhas podres desse velho Estado, que no judiciário alagoano definha na mais arcaica e semifeudal relação entre estado e o agronegócio (latifúndio de novo tipo).

ler mais…

Novos ataques contra o povo Gamela no Maranhão

Como noticiado nas páginas e no blog da redação de AND, o povo Gamela segue na sua luta pela retomada dos seus territórios tradicionais no estado do Maranhão. Os latifundiários e seus bandos de pistoleiros vêm respondendo a esse processo de maneira violenta e criminosa.

Fotos tiradas por indígenas de prováveis pistoleiros.

Fotos tiradas por indígenas de pistoleiros.

No dia 21/08, no município de Viana, 3 homens armados e vestindo coletes à prova de bala, desceram de uma caminhonete branca, dizendo serem policiais, mas sem estarem fardados ou com qualquer identificação, invadiram a área retomada pelo povo Gamela no dia 15/08 – noticiado em postagem do blog – e exigiram falar com as lideranças deste povo.

Os indígenas desconfiaram das atitudes dos homens e solicitaram a saída destes, houve discussão e um dos homens sacou uma pistola e disparou para o alto. Os Gamela não se intimidaram e bloquearam a rodovia MA-014 em três pontos, no entorno da área retomada, além de cercar os homens e furar dois pneus da caminhonete, porém, os homens conseguiram evadir-se do local.

ler mais…

Denúncia: famílias camponesas cercadas e agredidas pela PM em Rondônia

hortacoletiva

Camponeses produzem corajosamente em horta coletiva na área ameaçada.


Reproduzimos denúncia da Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental, publicada pelo jornal Resistência Camponesa, expondo a violência e terror implantados pelo Estado, através da polícia e em conluio com os latifundiários locais, contra as famílias do acampamento Jhone Santos, em Ji-Paraná (RO). Mais informações podem ser lidas no sítio do jornal ou aqui mesmo, no Blog da Redação.


horta2

Horta cultivada dentro do acampamento pelos camponeses.

Desde quarta-feira, a PM está na área do Acampamento Jhone Santos, em Ji-Paraná/RO, abordando os moradores da região.

O Acampamento Jhone Santos está localizado na Linha 206, na cidade de Ji-Paraná/RO, na Fazenda da Agropecuária Amaralina, sendo que há informações que trata-se de terras públicas. Os camponeses ocupam a área desde 12/04/2016.

O Acampamento possui 300 famílias acampadas, sendo que há 75 crianças matriculadas e estudando nas escolas da região e ficarão sem frequentar as aulas, enquanto houver esse bloqueio militar.

A PM (GOE) está adentrando os ônibus escolares e tirando fotos das crianças, coagindo-as, pois, a abordagem é feita com a apresentação ostensiva de armamento.

ler mais…

Um massivo boicote à farsa eleitoral

08a


Publicamos uma nota da edição impressa de AND nº 176, página 7, sobre a campanha à farsa eleitoral que, vigorosa, se inicia em mais um ano de farsa eleitoral no âmbito municipal.


Aproximam-se as eleições reacionárias na esfera municipal e as organizações populares, classistas e combativas que atuam no campo e na cidade preparam um massivo e ativo boicote à farsa eleitoral e afirmando a necessidade de uma Grande Revolução no Brasil com o consigna de ELEIÇÃO NÃO! REVOLUÇÃO SIM!

Panfletagens, colagem de cartazes, pichações nos muros etc., já podem ser vistas em diversas cidades conclamando a população à não votar. Uma iniciativa nesse sentido foi feita por estudantes secundaristas no dia 19 de agosto na cidade de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, onde fizeram uma agitação pública no Centro com as palavras de ordem: Abaixo o massacre olímpico! Eleição é farsa! Rebelar-se é justo! A atividade foi realizada pelo Coletivo Benário de Lutas e pelo Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR).

ler mais…

Camponeses em luta pela terra despejados no sul da Bahia

 Camponeses são despejados de latifúndio na Bahia - Fonte Voz do Movimento - MST

Camponeses são despejados de latifúndio na Bahia. Fonte Voz do Movimento – MST

No dia 26/08, no município de Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia (BA), 105 famílias camponesas ligadas ao MST foram removidas pela Polícia Militar do Acampamento Luís Gama, situado na fazenda Mariângela.

A liminar de reintegração de posse expedida pelo judiciário local foi em favor do latifundiário Joaquim Henrique, pretenso proprietário das terras, que mora em Salvador e há tempos não põe os pés nesse latifúndio.

ler mais…

Começa a campanha de boicote à farsa eleitoral

FOTO

Amanhã, dia 30, ficará pronta a edição nº 176 do jornal A Nova Democracia, que em breve estará disponível nas bancas e na internet. Nesta edição, traremos como manchete o início da campanha que, em todo o país, denunciará o caráter farsante das eleições no Brasil. Esta foto, tirada por Eduardo Magrão em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), mostra a entrada da casa de um operário da construção civil que já tomou umas das primeiras iniciativas! Convidamos os nossos leitores e leitoras a enviarem imagens de seu bairro, cidade ou região!

A bancarrota do revisionismo cubano

FF003455-51CB-4658-A14D-C98BFFF19949_mw1024_mh1024_s


Conforme prometemos na edição impressa de AND nº 176, publicamos na íntegra aqui no Blog da Redação o documento Bancarrota del revisionismo cubano, de autoria do Partido Comunista do Equador – Sol Rojo (Puka Inti). Este documento elucida, sob a luz da ciência do proletariado, o caráter da Revolução Cubana e a posição de classe de sua direção.

Nossas saudações ao companheiro Lúcio Jr. pelo seu trabalho de tradução do artigo para o português e seu envio a nossa redação.


1.Introdução

Nos últimos dias o cenário internacional tem estado marcado por informações inerentes às aparentes mudanças que se estão imprimindo na estrutura econômica, política e social de Cuba.

Sobre esse mesmo tema, a esquerda revisionista e oportunista do Equador tem saído ao “encontro” dessas notícias manifestando o “oportuno” dos mesmos considerando a virada que tem tomado a humanidade e que podem ser levados adiante, “sem que se perca a essência da revolução”. Os mais radicais falam que as mudanças que estão se dando em Cuba representam “um passo atrás na revolução”.

ler mais…

“Lutar contra o velho Estado pela República Popular do Peru”

71842_407086782834056_8272658779972911963_n

Gravura do PCP retratando o ILA-80


O presente documento é de autoria do Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) e foi publicado originalmente em vnd-peru.blogspot.com e contém uma profunda e científica posição de classe a respeito do resultado das eleições burguesas no Peru e o novo governo serviçal do imperialismo resultante desse processo. A versão em português que publicamos nesta ocasião foi retirada de serviraopovo.wordpress.com. Devido a importância de seu conteúdo, dedicaremos esta seção do jornal exclusivamente a publicação deste documento e na próxima edição retomaremos as publicações das notícias da Guerra Popular em outros países.


Proletários de todos os países, uni-vos!

O povo peruano não pode esperar nada além de mais repressão e genocídio, mais fome e miséria e mais venda do país pelo novo governo do partido único de Kuczynski-Fujimori

Denunciamos que a apresentação do gabinete ministerial de Fernando Zavala e o voto de confiança quase unânime do Congresso confirmam nossas suspeitas de que estamos ante um governo do partido único encabeçado por um presidente da grande burguesia compradora e seu primeiro ministro das mesmas fileiras (Kuczynski, ex-agente financeiro de Rockefeller, e Fernando Zavala, ambos ex-funcionários do Banco Mundial e representantes das grandes empresas no país), governo que representa o continuísmo do regime inaugurado com o chamado “autogolpe de Fujimori” (5 de abril de 1992), levado a cabo pelas Forças Armadas genocidas do velho Estado peruano latifundiário-burocrático a serviço do imperialismo, principalmente ianque. Dele, o povo peruano não pode esperar nada além de repressão e genocídio, mais fome e miséria e mais venda do país.

ler mais…

“Hoje ele pede seu voto, amanhã manda a polícia lhe prender”

latuff-eleicoes


Publicamos em nosso Blog a matéria publicada em AND nº 176, página 18, caderno de Nova Cultura.


Paula Spernau

Aproxima-se mais uma vez o circo da farsa eleitoral. Este ano ele ocorrerá em meio ao agravamento da crise política e moral do velho Estado brasileiro. No entanto, o descrédito do povo na mudança de sua situação objetiva através das eleições vem de muito antes e só cresce. Ele é proporcional ao agravamento da carestia de vida, dos ataques aos direitos do povo, da repressão e da brutal exploração.

Ressaltaremos aqui o papel da cultura popular como manifestação política viva das camadas populares que expressam todo seu rechaço às eleições reacionárias como instrumento das classes dominantes que decidem, de tempos em tempos, quem portará o bastão da opressão contra as massas.

No Rio de Janeiro, a favela, como berço efervescente da cultura popular, manifesta por exemplo no samba, é porta-voz de denúncias e protestos humorados e contundentes contra o sistema de exploração e contra a farsa que o legitima, as eleições.

ler mais…

Página 64 de 85« Primeira...102030...6263646566...7080...Última »

Edição atual

Matérias Especiais de AND Sobre Pau D’Arco

50 anos do Levante Camponês de Naxalbari (Índia)

Assine

Edições Seara Vermelha