SP: Milhares de manifestantes fazem combativa Marcha Antifascista

Jornal A Nova Democracia — No dia 13/05/2017, milhares de manifestantes se concentraram na Praça da Sé, Centro de São Paulo, para uma Marcha Antifascista.

O ato, em seu 3º ano consecutivo, relembrou o dia 7 de outubro de 1934, data na qual, no mesmo local (Praça da Sé), aconteceu a chamada “Revoada dos Galinhas Verdes”. Este foi um histórico confronto armado entre milhares de comunistas, anarquistas e ativistas democráticos contra os fascistas/integralistas, que teve seu desfecho com a fuga desesperada dos “galinhas verdes”, como eram chamados os asseclas do partido fascista “Ação Integralista Brasileira”.

ler mais…

A ‘justiça’ de um velho Estado

Jailson de Souza

A absolvição e liberação da mulher do ex-deputado Eduardo Cunha, Cláudia Cruz, por ordem do juiz de 1ª instância Sergio Moro, nesse 25/5, contrasta reveladoramente com a situação das mulheres do povo, condenadas cotidianamente a toda sorte de crimes deste velho Estado brasileiro, com participação direta ou com o aval do podre poder judiciário.

Dondoca gastou milhares de reais provindos de roubo e está em liberdade, por decisão de Sergio Moro.

Como parte de um velho Estado reacionário, que escolhe a dedo os que pune, o poder judiciário é a forma mais acabada para executar seus crimes. O critério é de classe.

Sensabiliza-se com o “drama” dos grandes burgueses e latifundiários e seus próximos, acolhidos, quando muito, em celas exclusivas ou acima dos padrões destinados à massa carcerária.

No dia 25 de maio, Cláudia, acusada dos crimes de “lavagem de dinheiro” e “evasão fraudulenta de divisas”, foi absolvida. A dondoca gastou mais de R$ 64 mil em lojas de grife com dinheiro de origem criminosa, o que Moro considerou tão somente como “negligência às fontes de rendimento do marido”.

ler mais…

Venezuela: Protestos deixam mais de 50 mortos

Reação divide o povo e joga massas contra massas. Caracas, Venezuela, 5 de maio. Crédito Christian Veron/Reuters

Jailson de Souza

A profunda crise econômica e política do capitalismo burocrático venezuelano, já exposta nas últimas edições de AND, segue se aprofundando com protestos envolvendo milhares de pessoas por todo o país contra o gerenciamento semicolonial do oportunista Nicolás Maduro, que preside a superexploração e o empobrecimento crescente do povo.

Na segunda quinzena de maio, os protestos diuturnos e generalizados ocorridos por todo o país elevaram o número de mortos para 51 e centenas de feridos, até o fechamento desta edição.

Em 12 de maio, na capital Caracas, centenas de aposentados e pensionistas trocaram socos com policiais da tropa de choque em protesto contra a pauperização do benefício. No dia 22, no estado de Barinas (oeste do país), protestos terminaram com 3 mortos e um sem número de lojas saqueadas. Um dos mortos foi o jovem de 19 anos identificado como Yorman Alí Bervenia, que participava do protesto e foi baleado. Ele foi hospitalizado, mas faleceu.

“O governo nos declarou guerra”, disse o jovem Carlos Herrera, com rosto coberto, ao monopólio de imprensa, durante protesto. “Tenho que incentivar os guerreiros que estão aqui”, concluiu.

ler mais…

México: Preso político revolucionário é libertado

Redação de AND

O ex-preso político Roque Coca Goméz, conquistou a libertação e absolvição nos processos que o velho Estado mexicano o acusava.

Ele estava detido desde 7 de junho de 2015 junto com outros ativistas revolucionários e era acusado de “terrorismo” e “porte de explosivos”. Sua absolvição, conquistada em maio deste ano, se deu por comprovar-se em juízo as violações processuais cometidas contra ele.

“A libertação e absolvição do companheiro Roque demonstra que o velho Estado e seu aparato burocrático encarcerou-o por motivos políticos e que persegue com particular sanha e ódio de classe àqueles que se propõem à transformação revolucionária da sociedade”, afirmou a Corrente do Povo “Sol Rojo” – organização que atuou na campanha pela sua libertação, em pronunciamento.

ler mais…

PE: Combativo fechamento da BR 104 em Agrestina

Os camponeses da Área Revolucionária José Ricardo (Riachão de Dentro, Lagoa dos Gatos-PE), organizados pela Liga dos Camponeses Pobres, junto à Comunidade Quilombola de Pau Ferrado, organizaram durante quatro horas um combativo fechamento da BR 104 no município de Agrestina (Pernambuco) em protesto contra a reforma da previdência, contra o gerenciamento de Michel Temer e toda a sua quadrilha e em defesa da Revolução Agrária, além de pautas locais da região. Houve um apoio massivo da população circundante e mesmo dos que estavam com seus caminhões ou carros parados na estrada. Ao final do ato, dezenas de trabalhadores que trabalhavam na recuperação das estradas se somaram ao ato e aplaudiram as palavras de ordem puxadas pelos camponeses e quilombolas.

Vibrante celebração em comemoração dos 8 anos do Corte Popular na Área Revolucionária José Ricardo (Lagoa dos Gatos-PE)

No último dia 20 de maio, cerca de 100 camponeses organizaram uma celebração em comemoração dos 8 anos de vitórias contra o latifúndio com a realização do Corte Popular na Área Revolucionária José Ricardo (ARJR). Como parte da preparação da celebração, os camponeses organizaram diversos coletivos de organização da área e panfletagens em denúncia ao gerenciamento Temer e em defesa da Revolução Agrária nas vilas circundantes. Além disso, realizaram a entrega de novos mapas confeccionados com uma tecnologia mais avançada, tanto para os camponeses que ainda não possuíam, como um novo mapa mais preciso para os que já haviam recebido em 2009. Na abertura do evento foram cantadas várias canções populares por artistas da própria comunidade e com muito ânimo foi entoado o hino da Liga dos Camponeses Pobres sob o som de pífanos. A Frente Revolucionária, MEPR, o Jornal A Nova Democracia, professores da Escola Popular, a associação de moradores, coordenadores do Comitê de Defesa da Revolução Agrária e da Liga dos Camponeses Pobres fizeram intervenções antes da entrega dos mapas. Ao final, houve a realização de um bingo de um carneiro e um bezerro, seguido de um churrasco e um forró muito animado, com a participação dos camponeses não só da área, mas de todos os vilarejos vizinhos que foram convidados.

RJ: Vídeo da manifestação dos servidores em 24 de maio

Jornal A Nova Democracia — Na última quarta-feira, 24 de maio, os deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovaram mais um crime contra o povo do projeto de lei que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores fluminenses. A alíquota passa de 11% para 14% para os trabalhadores que estão com salários em dia. O aumento entrará em vigor em três meses, em respeito ao prazo mínimo constitucional. O resultado foi de 39 votos favoráveis e 26 contrários.

PA: Camponeses presos em despejos

Redação de AND

No dia 24/05, em Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, mais de 60 posseiros foram detidos e encaminhados para a delegacia como resultado da reintegração de posse da fazenda Maraja.

A Polícia Civil indiciou dez camponeses por formação de quadrilha e porte ilegal de armas. Os trabalhadores devem ser transferidos para um presídio em Marabá.

RJ: Assembleia de bandidos aprova crime contra o povo e manifestantes enfrentam repressão

Juventude Combatente reagiu na altura à agressão da PM e “Força Nacional”. Rio de Janeiro, 24/5.

Redação de AND

Na última quarta-feira, 24 de maio, os deputados da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovaram mais um crime contra o povo do projeto de lei que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores fluminenses. A alíquota passa de 11% para 14% para os trabalhadores que estão com salários em dia. O aumento entrará em vigor em três meses, em respeito ao prazo mínimo constitucional. O resultado foi de 39 votos favoráveis e 26 contrários.

Ao lado de fora da Alerj, milhares de manifestantes (entre professores, estudantes, servidores e trabalhadores de diversas categorias) se concentravam em protesto contra tais medidas. Quando a votação se encerrou, a Polícia Militar e a Força Nacional de Segurança iniciaram os ataques aos trabalhadores com muitas bombas de efeito moral e balas de borracha. Antes deste confronto, a polícia já havia lançado bombas contra manifestantes que estavam na parte lateral da Alerj.

ler mais…

PE: Camponeses e quilombolas rechaçam contrarreformas

Faixa vermelha estendida por camponeses da LCP em Agrestina, PE

Redação de AND

Na manhã de 24/05, cerca de 150 camponeses organizados pela Liga dos Camponeses Pobres (LCP) de Pernambuco e remanescentes quilombolas bloquearam o KM 92 da BR-104, em Agrestina, no Agreste de Pernambuco (PE).

O protesto interditou os dois sentidos da rodovia federal por mais

de três horas com uma barricada de pneus em chamas. Os manifestantes, todos moradores do município de Lagoa dos Gatos, rechaçaram as contrarreformas da Previdência e Trabalhista do gerenciamento federal de Temer/PMDB.

ler mais…

Página 12 de 85« Primeira...1011121314...203040...Última »

Edição atual

Matérias Especiais de AND Sobre Pau D’Arco

50 anos do Levante Camponês de Naxalbari (Índia)

Assine

Edições Seara Vermelha