“Exigimos Justiça!” – Mães fazem manifestação contra genocídio no RJ

Fotos: Ellan Lustosa / A Nova Democracia

Da Redação de AND

Na manhã desta quarta-feira, 19 de abril, mães e familiares de jovens assassinados pela polícia realizaram uma manifestação em frente ao Ministério Público do Rio de Janeiro, no Centro da cidade, em repúdio à violência do Estado nas favelas e bairros pobres, que, desde o início de 2017, tem crescido enormemente.

O fotógrafo de AND, Ellan Lustosa esteve presente e registrou o ato, que também contou com a participação de ativistas do movimento popular que denunciam o genocídio policial e a guerra civil reacionária promovida pelas classes dominantes contra a juventude pobre, negra e todo o povo pobre.

IMG_20170419_125408

Essa manifestação de familiares ocorreu poucos dias após o Ministério Público dar parecer pela liberdade dos PMs envolvidos na execução de dois jovens numa favela da Pavuna no dia 30 de março. Na ocasião, a operação sanguinária da PM também terminou com a morte da jovem Maria Eduarda por uma “bala perdida” quando ela estava na aula de Educação Física dentro da Escola Municipal Jornalista Escrito Daniel Piza.

IMG_20170419_114626Como apontamos em artigo publicado na edição n° 187 (PM incremente barbárie na guerra contra o povo), “Segundo levantamento feito pela reportagem de AND através do aplicativo OTT (Onde Tem Tiroteio), somente neste ano de 2017, até o fechamento da presente edição, o número de “conflitos” envolvendo ações policiais nas favelas da cidade do Rio de Janeiro já chegava a 1.435 registros. Os dados revelam a dimensão da carnificina promovida pelo velho Estado, que move uma intensa e sangrenta guerra contra os pobres, na qual o ‘combate ao tráfico’ não passa de uma justificativa fajuta para a intensificação do extermínio nessas regiões, já assoladas por incontáveis problemas sociais. Também dados divulgados pela Justiça Global revelam que somente nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, 182 pessoas foram mortas decorrentes da ação da polícia no estado do Rio de Janeiro”.

As mães, familiares e as entidades e movimentos que lutam pelos direitos do povo prometem novas manifestações e mobilizações contra a matança policial nas favelas no Rio de Janeiro e todo o Brasil.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.