Revolucionários e democratas de todos os países convocam: ‘Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo!’

 

Redação de AND, nº 186

Partidos comunistas maoístas, organizações revolucionárias e democráticas  se pronunciaram e realizaram ações em diversos países na semana do dia 23 de março, como parte da campanha internacional Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo e seu todopoderoso pensamento gonzalo!

“Convocamos o Movimento Comunista Internacional, assim como a todas as organizações revolucionárias, democráticas, e as massas populares de todo o mundo a dar um maior impulso à Campanha Internacional em Defesa da Vida e Saúde do Presidente Gonzalo, promovendo atos públicos ante representações diplomáticas e comerciais do velho Estado peruano”, diz a convocação emitida pelo Partido Comunista do Brasil – Fração Vermelha (PCB-FV).

A campanha foi impulsionada para reafirmar o papel do Presidente Gonzalo e do pensamento gonzalo – aplicação criadora do maoísmo aos problemas particulares da revolução peruana – e sua importância para a revolução proletária mundial.

A campanha também destacou-se por ressalvar os aportes de validez universal dados pelo Presidente Gonzalo na prática da revolução peruana, como a necessidade da construção concêntrica dos três instrumentos (Partido Comunista, eixo e centro; Exército Popular e Frente Única) e a consequente militarização do partido; a necessidade do assumimento de uma chefatura e um pensamento-guia gerados por toda revolução; definir o maoísmo como terceira, nova e superior etapa, entre outros. Sobre isso, discorremos já amplamente em AND nº 185, A forja de uma chefatura comunista.

Read More

RJ: Ato ante o consulado peruano defende o Presidente Gonzalo

frddp

Faixa estendida por ativistas conclama: “Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo!”

Redação de AND

Um vigoroso ato público mobilizou, neste 22 de março, dezenas de jovens ativistas, democratas e revolucionários para defender o Presidente Gonzalo, chefatura do Partido Comunista do Peru (PCP) e da Revolução Peruana, e o pensamento gonzalo. O ato ocorreu em frente ao consulado do velho Estado peruano, no bairro do Flamengo (Zona Sul do Rio de Janeiro).

O ato fez parte da Campanha Internacional em defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo, atendendo ao chamado feito pelo Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha) – PCB (FV) aos revolucionários de todo o mundo.

Read More

PE: Moradores de ocupação urbana em defesa do Presidente Gonzalo

gonzalope

Moradores de ocupação urbana aderem à campanha de defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo. Recife, 19 de março de 2017.

Comitê de Apoio ao AND – Recife/PE

No Recife, durante uma assembleia, moradores da ocupação urbana Nova Morada, ameaçada de reintegração de posse por tropas do exército reacionário, prestaram sua solidariedade em defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo.

gonzalope2

Massas se concentram para conhecer vida e obra do grande chefe comunista Presidente Gonzalo

Durante a mobilização falou-se sobre a vida e obra do Presidente Gonzalo, maior marxista-leninista-maoísta vivo, e a defesa de sua vida.

A ocupação se localiza em um terreno administrado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFPR), que ameaça os moradores, muitos dos quais vivem há anos no local, com uma criminosa reintegração de posse.

Os moradores estão mobilizados na luta pelo direito à moradia e dispostos a defender o que é seu.

LCP e MFP somam-se à defesa do Presidente Gonzalo e Dr. Saibaba, no Norte de Minas

gonz

Dirigente camponesa faz exposição sobre a vida e obra do grande chefe comunista e chefatura do PCP Abimael Guzmán, o Presidente Gonzalo. Manga, Norte de Minas Gerais, durante encontro do Movimento Feminino Popular (março de 2017).

 

saiba

Camponeses organizados pela Liga dos Camponeses Pobres exigem a libertação imediata do professor GN Saibaba, condenado criminosamente à prisão perpétua pela reação indiana. Manga, Norte de Minas Gerais, durante encontro do Movimento Feminino Popular (março de 2017).

‘Novo julgamento’ contra Presidente Gonzalo é patranha reacionária

Abimael Guzmán Reynoso. Líder de sendero luminoso.

Abimael Guzmán Reynoso, Presidente Gonzalo, chefatura do PCP e Revolução Peruana.

Jailson de Souza

Neste 2 de março, o Partido Comunista do Peru (PCP) emitiu comunicado ao Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) por ocasião da nova patranha contrarrevolucionária desatada pela reação peruana – CIA em conluio com os revisionistas e capituladores contra Abimael Guzmán Reynoso, o Presidente Gonzalo, chefatura do PCP e da Revolução Peruana. Todo o atual engodo se reveste sob a alcunha de “novo julgamento”.

Levado a mais uma audiência, o Presidente Gonzalo altivamente se defendeu e exigiu acompanhamento médico para cuidar de sua saúde. O monopólio da imprensa peruana, por sua vez, intensificou a histérica campanha anticomunista de difamação do Presidente Gonzalo, buscando negar-lhe a condição de prisioneiro de guerra e de chefatura proletária e imputar-lhe a pecha de “genocida” e “terrorista”.

Seus planos são “condenar” o Presidente Gonzalo por crime contra a humanidade enquanto solta os verdadeiros genocidas, “autoridades” do velho Estado, com uma “medida de caráter geral”.

O histórico das patranhas reacionárias pode ser lido na declaração do MPP (CR) publicada em AND nº 178 (‘Defender a Chefatura do Presidente Gonzalo!’).

O que buscam é aniquilá-lo política e fisicamente

O objetivo da reação peruana, do imperialismo ianque e dos revisionistas e capitulacionistas é aniquilar politicamente o Presidente Gonzalo, atribuindo-lhe posições capitulacionistas, aproveitando-se de sua condição de isolamento absoluto, desprestigiando-o para logo consumar seu assassinato.

Sobre isso, partidos e organizações maoístas, em declaração emitida por ocasião do 30º aniversário do Dia da Heroicidade em junho de 2016, definiram: “Todas as afirmações sobre sua suposta capitulação, sem exceção estão baseadas no que dizem outras pessoas, isto é, são imputações e calúnias. Não há ninguém que afirma ter falado com o Presidente Gonzalo que não sejam oficiais do velho Estado, traidores e renegados da guerra popular”.

Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo

No comunicado emitido pelo PCP ao MPP (CR) citado ao início da matéria, afirma-se: “Chamamos [os democratas e revolucionários] a pronunciarem-se pela defesa da vida e saúde do maior marxista-leninista-maoísta vivo sobre a face da terra; e deve ser contra o vento e a maré, desenvolvendo a Guerra Popular, levantando os PCs e as massas com as armas na mão”.

Apresenta-se como tarefa para todos verdadeiros democratas e, principalmente, aos revolucionários, a nível internacional, prosseguir com a campanha em defesa da vida e saúde do Presidente Gonzalo e do pensamento gonzalo, como parte indesligável e fundamental da campanha para impor o maoísmo no mando e guia da nova grande onda da Revolução Proletária Mundial.


A forja de uma chefatura comunista

“É no Partido que vamos nos fazendo comunistas, é ele quem vai nos fazendo comunistas.
Como todo comunista, sou filho da luta de classes e do Partido.”

Presidente Gonzalo, Entrevista do Século (El Diario, 1988)

Ao acompanhar o desenvolvimento do indivíduo Abimael Guzmán até seu devenir em chefatura do Partido e da Revolução Peruana como Presidente Gonzalo, compreende-se a tese fundamental de que o comunista é modelado pelo Partido, pelas massas, pelo proletariado e pela luta de classes, para servir a estes. Do militante à chefatura, ocorre o mesmo processo. Por isso, é indispensável conhecer esta grande chefatura proletária, sua história, sua forja como comunista.

Read More

Campanha Internacional: ‘Defender a vida do Presidente Gonzalo e o Pensamento Gonzalo!’

Gravura revolucionária: Presidente Gonzalo, "Desenvolver a Guerra Popular servindo à Revolução Mundial"

Gravura revolucionária: Presidente Gonzalo, “Desenvolver a Guerra Popular servindo à Revolução Mundial”


Reproduzimos comunicados do Partido Comunista do Peru (PCP) ao Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização), e outro assinado pelo Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha); ambos fazendo um chamado aos democratas e revolucionários do mundo para impulsionar a Campanha Internacional pela Defesa da Vida e Saúde do Presidente Gonzalo em virtude da farsa reacionária do “novo julgamento”.

Reproduzido de serviraopovo.wordpress.com.


Proletários de todos os países, uni-vos!

Comunicado:

Campanha Internacional pela Defesa da Vida e Saúde do Presidente Gonzalo

Ante os gravíssimos fatos públicos em fins de fevereiro acerca da saúde e vida do Presidente Gonzalo, o maior Marxista-Leninista-Maoísta vivente sobre a face da Terra e atendendo ao chamado emitido pelo PCP (transcrito abaixo), convocamos o Movimento Comunista Internacional, assim como a todas as organizações revolucionárias, democráticas, e as massas populares de todo o mundo a dar um maior impulso à Campanha Internacional em Defesa da Vida e Saúde do Presidente Gonzalo, promovendo atos públicos ante representações diplomáticas e comerciais do velho Estado peruano, nas ruas com pronunciamentos públicos, pinturas, banners, sob a consigna “Defender a vida e saúde do Presidente Gonzalo e o Pensamento Gonzalo!” coordenadamente em todos os continentes, culminando esta parte em 23 de março de 2017, como dia internacional de ação.

Honra e glória ao heroico povo peruano!

Defender a vida do Presidente Gonzalo e seu todopoderoso Pensamento Gonzalo!

Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha) – PCB (FV)

Março de 2017


Comunicado do Partido Comunista do Peru ao Movimento Popular Peru (CR)

Comunicamos à opinião pública nacional e internacional que o MPP (CR) recebeu a seguinte comunicação do PCP, o qual damos a conhecer a vocês:

Denunciamos que no canal 7 TV Peru, canal do Estado reacionário, eles tomaram sobre a farsa do juízo contra o Presidente Gonzalo, nosso chefe, nosso querido e respeitado Presidente, de onde ele se defende e pede atenção de um médico por sua saúde. Condenamos esta nova patranha que o inimigo joga com os revisionistas da LOD revisionista e capitulacionista encabeçada pelas ratazanas Miriam, Cox, Pantoja, Morote etc., este canal voltará a repetir a notícia e seguramente tomarão nos demais canais, difamam o Presidente Gonzalo e difamam as ações que o EPL desenvolveu na capital e outras que abalaram o velho Estado peruano e as hienas genocidas, principalmente aos ianques. Chamamos a continuar a campanha pela defesa do Presidente Gonzalo e seu todopoderoso pensamento gonzalo. E chamamos a pronunciar-se pela Defesa da Vida e Saúde do maior Marxista-leninista-maoísta vivo sobre a face da terra; e deve ser contra o vento e a maré, desenvolvendo a Guerra Popular, levantando os PCS e as massas com as armas na mão para derrotar o inimigo e organizados todos para afundar a besta ferida de morte, concretar a Reorganização Geral do Partido no país e ser soldados vermelhos de Gonzalo, entregando a vida hoje, amanhã e sempre pelo PCP e a Revolução.

Viva o Presidente Gonzalo e seu todopoderoso pensamento!

Honra e glória à Camarada Norah, heroína do Partido e da Revolução!

Viva a Reorganização do Partido em meio da Guerra Popular!

Yankees Go Home! Fora ianques do Peru e América Latina!

Honra e glória ao heroico povo peruano!

Movimento Popular Peru (CR)

Março 2017

Filipinas: Ações aniquilam ao menos 27

Novo Exército Popular (NEP) dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas (PCF)

Novo Exército Popular (NEP) dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas (PCF)

Com informações de correovermello.wordpress.com

Duas declarações de imprensa do Comando de Operações Região Sul – Mindanao, do Novo Exército do Povo (NEP), dirigido pelo Partido Comunista das Filipinas, informaram importantes ações ofensivas de suas unidades guerrilheiras contra forças do exército reacionário.

A primeira delas, de 19 de fevereiro, informa uma ação realizada pelos maoístas em resposta aos crimes contra o povo durante o cessar-fogo.

Read More

Índia: Ações armadas durante greve geral

Combatentes vermelhos do EGPL

Combatentes vermelhos do EGPL

Com informações de correovermello.wordpress.com

Diversas ações guerrilheiras e agitação política foram levadas a cabo pelo Exército Guerrilheiro Popular de Libertação (EGPL), dirigido pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta), durante a bandh (greve geral) nacional convocada para 27 de fevereiro pelo partido. A greve geral foi a resposta para denunciar às massas os assassinatos extrajudiciais cometidos pelas forças da reação, disfarçados de “troca de tiros”. A greve também denuncia as absurdas violações de mulheres tribais pelas forças do velho Estado.

Nas primeiras horas do dia 27 de fevereiro, os combatentes do EGPL incendiaram um depósito de maneira num bosque e bloquearam uma carreta no distrito de Gadchiroli, em Maharashtra. A circulação de veículos ficou absolutamente cortada neste trecho. Os revolucionários empreenderam também ações armadas de sabotagens contra empreiteiras, responsáveis pela superexploração de operários e remoções violentas de camponeses.

Read More