SP: Estudantes marcham com firmeza contra reforma do Ensino Médio de Temer

sp

Jovem levanta cartaz contra o incremento da repressão em detrimento da saúde. SP, 10/3

Comitê de Apoio ao AND – São Paulo

“Pequeno grupo compacto, seguimos por um caminho escarpado e difícil, de mãos dadas firmemente. Estamos rodeados de inimigos por todos os lados e temos de marchar quase sempre debaixo do seu fogo. Unimo-nos em virtude de uma decisão livremente tomada, precisamente para lutar contra os inimigos e não cair no pântano vizinho, cujos habitantes, desde o início, nos censuram por nos termos separado num grupo a parte e por termos escolhido o caminho da luta e não da conciliação.” (Lênin – O que fazer?)

No dia 10/03, secundaristas se reuniram no Vão do Masp, na Av. Paulista, para protestar contra a aprovação da reforma curricular do Ensino Médio.

Os estudantes, em maioria secundaristas, atenderam ao chamado dos movimentos populares e revolucionários. Entre eles, estavam presentes a Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV), o Movimento Feminino Popular (MFP), Liga dos Comunistas Libertadores e Secundas de Luta –  São Paulo. Mesmo sob chuva, o grupo saiu em marcha mesmo sendo constantemente provocados pelos agentes policiais da reação.

Read More

SP paralisa contra “reformas” de Temer e quadrilha

6Comitê de Apoio ao AND – São Paulo

No dia 15 de Março, o Estado de São Paulo acordou paralisado. Diversos setores pararam a produção e foram ao Museu da Arte de São Paulo, na Av. Paulista, em um protesto contra a “reforma” da previdência da gerência Michel Temer. Cerca de 220 mil manifestantes estavam cobrindo 6 quarteirões da avenida.

São Paulo amanheceu com o metrô e ônibus paralisados e com protestos dos motoristas e cobradores dentro nas garagens das empresas. Trabalhadores da educação estadual e municipal, e de algumas escolas particulares e técnicas também não foram as aulas no dia 15 e se concentraram, de manhã, em frente a Secretária de Educação na República. Servidores da Saúde também aderiram a paralisação.

Os estudantes, professores e funcionárias da USP trancaram os portões de acesso à Universidade para protestar contra a “reforma” e contra as medidas de ataque aplicadas pelo reitor Zago contra o movimento estudantil e sindical. Estudantes secundarista fecharam a Av. Consolação, no Centro, às 10h da manhã, e na Zona Norte um grupo de secundaristas bloquearam uma ponte na Freguesia do Ó.

O Viaduto do Chá e o Viaduto da Santa Efigênia, no Centro, estavam completamente bloqueado, e o prédio do INSS foi ocupado por 200 mulheres.

Read More

RJ: Milhares tomam as ruas contra a “reforma” de Temer e enfrentam a repressão

Fotos: Ellan Lustosa/A Nova Democracia

Por Rafael Gomes Penelas e Ellan Lustosa

Mais de 50 mil manifestantes se concentraram na Candelária, Centro do Rio de Janeiro, na tarde da última quarta-feira, 15 de março, num grande protesto contra a “reforma” da previdência da gerência Michel Temer. Convocado por centrais sindicais, a manifestação foi parte de uma mobilização nacional e contou com a participação de inúmeras categorias e organizações populares.

No fim da tarde, antes mesmo das 16h, horário marcado para a concentração, a Candelária ficou repleta de bandeiras, faixas e cartazes que denunciaram as criminosas medidas antipovo de Temer e os cortes de direitos históricos que seu “governo” pretende aplicar. Esta foi a maior manifestação dos últimos meses e foi acompanhada por convocatórias de paralisações de diversos setores. Ao sair da Candelária, a manifestação caminhou até a Central do Brasil e imagens aéreas mostraram a Avenida Presidente Vargas completamente lotada. A reportagem de AND acompanhou toda a movimentação.

Read More

MG: Unidade Vermelha realiza Primeiro Encontro em Belo Horizonte

IMG_0023

Redação de AND

No dia 12/02, a Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária – realizou o seu primeiro encontro, na cidade de Belo Horizonte (MG), com o objetivo de apresentar a organização a juventude combatente. O evento ocorreu na Escola Estadual José Heilburth, na Zona Norte da capital mineira, que no ano passado foi ocupado pelos estudantes.

IMG_0014Segundo nota de balanço da UV-LJR, “a importância de conformar a Unidade Vermelha – LJR é enorme nesse momento de crise do capitalismo burocrático em que vivemos. Após o fracasso dos 13 anos de gerenciamento do governo PT cresce a descrença das massas nas eleições burguesas, comprovadas mil vezes como farsa, e diante dos ataques diretos de Temer/PMDB e do sucateamento dos estados fica clara a necessidade imprescindível de organizações revolucionárias que elevem a consciência das massas, principalmente da juventude, para o único caminho que barrará de fato todos os desmandos contra o povo”.

O encontro contou com a participação de estudantes secundaristas e universitários, bem como de ativistas de organizações democráticas e revolucionárias como a Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo (FRDDP), o Movimento Feminino Popular (MFP), o Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR), o Movimento Classista dos Trabalhadores em Educação (MOCLATE) e o Comitê de Apoio ao Jornal A Nova Democracia de Belo Horizonte.

Read More

SP: Estudantes exigem fim de fechamento dos cursos em Santo André

sa

Protesto combativo pelas ruas de Santo André/SP

Com informações de Comitê de Apoio ao AND – São Paulo/SP

Estudantes da Fundação Santo André (FSA) realizaram combativo protesto contra o fechamento dos cursos neste 23 de fevereiro contra a precarização e fechamento de cursos da universidade.

O protesto ocorre dias após o Conselho Universitário da mesma anunciar o fechamento de 6 primeiros-anos do período noturno nos cursos de Química, Ciências Sociais, Pedagogia, Geografia, Matemática e Letras – anúncio datado em 13 de fevereiro.

Read More

RJ: Trabalhadores da Cedae combatem privatização de Temer-Pezão

2017-02-20-174

Juventude combatente dá o tom de combatividade em ato em defesa da Cedae. 20 de fevereiro, RJ.

Redação de AND

Na tarde de hoje (20/02) mais de mil manifestantes, dentre estudantes, professores, servidores tecnico administrativos, bombeiros, policiais civis, e principalmente trabalhadores da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) tomaram a frente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) – antro histórico de inimigos do povo fluminense – contra o criminoso projeto de lei que sacramentou a privatização da Cedae.

A venda da Cedae foi parte do acordo Temer-Pezão: exigência do gerenciamento federal para que um empréstimo de 3,5 bilhões fosse autorizado, sendo parte de seu saque aos estados e municípios e entrega criminosa das empresas ao capital financeiro.

Read More

PR: Pichações denunciam abusivo aumento das passagens em Curitiba

praumentoRecebemos imagens enviadas por apoiadores de AND em Curitiba que registraram a luta contra o aumento das passagens na região. As presentes fotos foram produzidas no dia 6 de fevereiro em algumas movimentadas vias da cidade.

Após várias combativas manifestações populares protagonizadas pela Juventude Combatente na capital curitibana, o aumento das tarifas foi suspenso, mostrando a justeza da revolta popular que tomou as ruas da cidade desde os primeiros dias do ano. No entanto, por ordem judicial, o aumento voltou a vigorar e isto promete dar novo impulso à luta popular contra este criminoso ataque.

praumento2

PR: Derrotar o aumento da tarifa com mais protesto popular

jcomb2

6 de fevereiro: protesto da juventude combatente rechaça aumento de tarifa.


Nota enviada pela Unidade Vermelha – Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR), através do comitê de apoio ao AND de Curitiba, contextualizando os protestos que se desenvolvem em Curitiba, contra o criminoso aumento na tarifa de ônibus.


Desde o aumento relâmpago da tarifa dos transportes em Curitiba, o valor da passagem saltou de 3,70 para R$ 4,25. Em algumas linhas da região metropolitana a passagem saltou para R$ 5,30. Enquanto para milhares de trabalhadores vai faltar dinheiro no final do mês, a prefeitura lucra R$ 450 mil por dia e a máfia do transporte recebe duas vezes o valor que deveria ser usado para renovar a frota de sucatas.

Este crime contra o povo foi ordenado pelo prefeito Rafael Greca (PMN), para enriquecer ainda mais o monopólio dos transportes de Curitiba, que é controlado pela máfia das famílias Gulin, Bertoldi e Curi e pelos políticos acionistas da Urbs.

O aumento gerou enorme revolta e descontentamento na imensa maioria da população. Nos pontos de ônibus, estações e terminais o sentimento é um só: 4,25 é roubo!

Read More

RJ: Servidores enfrentam repressão contra assalto de Pezão/Temer

Bloco vermelho sustentou horas de resistência contra repressão. RJ, 9 de fevereiro. Foto: Agência Brasil

Bloco vermelho sustentou horas de resistência contra repressão. RJ, 9 de fevereiro. Foto: Agência Brasil

Redação de AND

Hoje, dia 9 de fevereiro, servidores e funcionários públicos voltaram às ruas em uma combativa manifestação na frente da Alerj (Assembleia Legislativa), no Centro da capital fluminense.

Aparato militar montado para reprimir manifestação e permitir votação dos criminosos ataques do "governo", na Alerj

Aparato militar montado para reprimir manifestação e permitir votação dos criminosos ataques do “governo”, na Alerj. Foto: Ellan Lustosa/AND

O protesto se deu para exigir deste desmoralizado “governo” estadual o pagamento do mais elementar direito do trabalhador: os salários atrasados. Os criminosos atrasos salariais percorrem meses e têm transformado a vida dos servidores num verdadeiro inferno.

No mesmo dia estava marcada uma nova discussão a respeito dos ataques aos servidores e a entrega da Cedae como moeda de troca deste ilegitimo “governo” do Pezão.

Enquanto os policiais faziam a “segurança” da Alerj, garantindo a discussão e execução dos criminosos ataques contra os direitos dos servidores dentro deste antro, a juventude combatente do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR) e Movimento Feminino Popular (MFP) assumiu a frente do decidido protesto, formando um organizado bloco vermelho com escudos e coberturas.

Read More