A busca do imperialismo alemão por converter-se em uma superpotência


Reproduzimos documento publicado por Dem Volke Dienen (“Servir ao Povo”) – Alemanha com minuciosa e profunda análise das maquinações, conluios e pugnas do imperialismo alemão na briga por se converter em superpotência imperialista e aumentar sua arrecadação na superexploração dos países dominados; e as tarefas que isso traz para os revolucionários e comunistas desse país. Riquíssimo documento que, disponibilizado em português por serviraopovo.wordpress.com, nós repercutimos em nosso blog.


A luta contra o imperialismo alemão é para os comunistas na Alemanha no período atual, uma luta pela reconstituição do Partido Comunista da Alemanha sobre a base o marxismo-leninismo-maoísmo, principalmente maoísmo e as contribuições de validez universal do Presidente Gonzalo.

Proletários de todos os países, uni-vos!

A busca do imperialismo alemão por converter-se em uma superpotência

O imperialismo alemão está voltando-se cada vez mais forte. Tendo imposto sua direção na União Europeia através de seu domínio econômico e político contra os outros Estados imperialistas, e continua impondo-a, há alguns anos também fortalece sua força militar móvel e libera sua agressão imperialista contra os povos do mundo para, assim, forçar uma nova repartilha do mundo. Para isso, houve, há alguns anos, a preparação propagandística. Exemplo disto é Gauck, quem como presidente ou, melhor, na função de um capelão protestante, viajou de um lugar a outro do país e predicou a necessidade de “defender” a RFA (República Federal da Alemanha) na ponta do revolver.

Read More

Grécia: Camponeses protestam violentamente contra aumento de impostos

Farmers from the island of Crete clash with riot police during a demonstration outside the Agriculture Ministry in Athens, Greece March 8, 2017. REUTERS/Alkis Konstantinidis

Camponeses revidam a tentativa da repressão de dispersar justo protesto. Atenas, 9 de março.

Redação de AND

Um contundente e combativo protesto de camponeses foi realizado em frente ao Ministério da Agricultura, neste 9 de março, em Atenas, exigindo a revogação do aumento de impostos e tributações impostos pelo governo.

Ao receber a recusa dos funcionários do ministério em receber uma comissão para discutir o assunto, os camponeses decidiram pela violência como forma de conquistar suas justas reivindicações. Um grande efetivo policial que protegia o ministério entrou em confronto com a massa, que reagiu utilizando bastões.

O aumento dos impostos e tributações é uma exigência dos imperialistas – chamado solenemente de “credores” pelo governo oportunista do Syriza –, a saber, FMI e União Europeia (Alemanha, principalmente).

Read More

Alemanha e Áustria: Grandes feitos do 8 de Março

ViviLnk

Camarada Norah, heroína do PCP e da guerra popular no Peru

Redação de AND

Informações de grandes mobilizações e marchas realizadas na Alemanha e na Áustria chegaram à nossa redação nesta segunda quinzena de março. Noticiamos a seguir as celebrações e mobilizações realizadas nestes locais.

Na Alemanha, nas cidades de Hamburgo, Berlim, Rostock e Linz am Rhein; e na Áustria, nas cidades Viena e Innsbruck, foram colados cartazes do Comitê Vermelho de Mulheres e pichações saudando o Dia Internacional da Mulher Proletária e conclamando a despertar a fúria revolucionária da mulher a serviço da revolução proletária. A insígnia  comunista com a foice e o martelo foi marcada nas paredes deixando claro a luta do proletariado por reconstituir seu partido nestes países.

Read More

LCP e MFP somam-se à defesa do Presidente Gonzalo e Dr. Saibaba, no Norte de Minas

gonz

Dirigente camponesa faz exposição sobre a vida e obra do grande chefe comunista e chefatura do PCP Abimael Guzmán, o Presidente Gonzalo. Manga, Norte de Minas Gerais, durante encontro do Movimento Feminino Popular (março de 2017).

 

saiba

Camponeses organizados pela Liga dos Camponeses Pobres exigem a libertação imediata do professor GN Saibaba, condenado criminosamente à prisão perpétua pela reação indiana. Manga, Norte de Minas Gerais, durante encontro do Movimento Feminino Popular (março de 2017).

Alemanha: Manifestação vibrante pelo 8 de Março

alemanha3

Jovens e proletários marcham para celebrar Dia Internacional da Mulher Proletária. Bremen, Alemanha, 8 de março de 2017.

Redação de AND, com informações de demvolkedienen.org

Uma vigorosa manifestação de mulheres tomou as ruas de Bremen, na Alemanha, em celebração do Dia Internacional da Mulher Proletária (8 de março). Participaram do ato a União dos Trabalhadores para a Reconstituição do Partido Comunista da Alemanha (PCA) e a Juventude Livre Alemã.

alemanha1Os jovens e proletários marcharam agitando consignas como “As mulheres estão lutando! O futuro pertence ao socialismo!” e “Apenas as massas com armas em punho podem levar o socialismo adiante!” e cravaram nítida posição contra o feminismo burguês e pela necessidade da luta armada para a conquista do Poder.

Read More

USA: ‘O imperialismo ianque necessita do trabalho imigrante’

C3oPZj5WIAA6_UR

Guardas Vermelhos (Red Guards) de Austin, no Texas, armados para enfrentar ondas de assassinatos do Estado contra negros. Novembro de 2016.

Redação de AND

Em fevereiro de 2017 a organização da juventude revolucionária estadunidense chamada Guardas Vermelhos (Red Guards) – Los Angeles publicou na internet um pronunciamento no qual aponta justamente o problema dos imigrantes e deste arquirreacionário governo ianque.

red guards“Embora não seja uma mudança qualitativa na estrutura do Estado imperialista norte-americano (o ex-presidente Obama ainda detém o recorde de deportações de imigrantes no USA, aproximadamente 2,5 milhões), Trump sinaliza a uma nova era de bode expiatório e repressão contra os imigrantes”. E segue: “[As deportações] são demonstração de força de Trump [] e parte de seu plano geral de aperfeiçoar a repressão contra imigrantes e muçulmanos, enquanto as comunidades negras suportam o peso desses ataques”.

A organização da juventude combatente estadunidense conclui fazendo um chamado a fortalecer a luta nas comunidades para aplastar os aparatos repressivos do Estado ianque.

Chile: Greve mineira confronta repressão

Operários gritam palavras de ordem contra a repressão. Retirado do Periódico El Pueblo (Chile)

Operários gritam palavras de ordem contra a repressão. Retirado do Periódico El Pueblo (Chile)

Redação de AND

Operários mineiros realizaram combativo protesto e confrontaram decididamente a repressão no acesso sul de Antofagasta, região ao norte do Chile. Ali se desenvolve uma greve contra o corte no salário e de benefícios impostos pela mineradora Escondida, que possui o monopólio da extração de cobre na região.

Neste 1º de março, os trabalhadores, em greve desde 9 de fevereiro, enfrentaram um grande contingente de tropas especiais da polícia, que investiu contra os grevistas com carros blindados. Três operários foram agredidos pela polícia e sofreram lesões.

Read More

Peru: Miséria atiçará a luta popular

Revolução Peruana: camponês tece bandeira com foice e martelo

Revolução Peruana: camponês tece bandeira com foice e martelo

Redação de AND, com informações de vnd-peru.blogspot.com

Um pronunciamento do Movimento Classista Popular (MCP), intitulado “Por uma linha de classe e anti-imperialista no movimento popular!”, de janeiro de 2017, informou a situação de profunda miséria, crise econômica e política que se desenvolve nas entranhas da velha democracia no Peru.

“A economia peruana está em processo de decomposição e afundamento, nem Kuczynski (atual “presidente”) sendo um economista ianque poderá evitar o encarecimento do custo de vida como muitos supostos ‘de esquerda’ acreditavam. Como parte disso vemos a alta nas passagens e nos alimentos de primeira necessidade. […] A situação no país não fica somente assim, já que diariamente vêm saqueando nossos recursos naturais, gerando danos na agricultura, na pecuária camponesa e nas pescas”, denuncia o pronunciamento.

Read More

Equador: Eleições e crise política

9a899-novotarpce-sr5

Campanha contra as eleições no Equador: “Não votar! Viva o maoísmo!”

Redação de AND

No dia 2 de março foi levada a cabo no Equador a farsa eleitoral para realocar no cargo de “presidente” um novo representante da grande burguesia e do latifúndio serviçais do imperialismo. Todo o processo eleitoral, no entanto, ocorre em meio a um purulento ambiente político que escancara a divisão no seio da grande burguesia local.

O “presidente” em retirada do velho Estado equatoriano, o reacionário Rafael Correa (do Alianza País), foi acusado pelos diretores da Odebrecht – no marco da operação “lava jato”, no Brasil – de receber U$ 33,5 milhões em propina desde 2007. A empresa realizou importantes obras públicas durante seu governo, como parte do metrô da capital Quito e a hidrelétrica San Francisco.

Read More

Alemanha: Manifestação vermelha pelas ruas de Berlim

21a

Revolucionários alemães e austríacos marcham com bonés da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em solidariedade e reconhecimento da luta camponesa

AND nº 184, Notas Internacionais, p. 21

Em 15 de janeiro deste ano ocorreu uma importante manifestação denominada Lenin-Liebknecht-Luxemburgo (LLL) em Berlim, capital da Alemanha. Milhares de pessoas, como de costume, se reuniram para marchar em memória dos dirigentes comunistas alemães Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht, fundadores do Partido Comunista da Alemanha.

21b

“Dê-nos uma organização de revolucionários e removeremos a Alemanha de seus alicerces!”

Segundo o site alemão Dem Volke Dienem (“Servir ao Povo”), um bloco vermelho de revolucionários alemães e austríacos interveio ressaltando o heroísmo dos dirigentes comunistas alemães homenageados e, principalmente, a necessidade do cumprimento da tarefa atrasada: reconstituir o Partido Comunista da Alemanha.

O bloco vermelho deu ainda mostras de internacionalismo proletário denunciando os crimes do velho Estado brasileiro contra os camponeses pobres em luta, crimes hediondos praticados em todo o Brasil, mas particularmente em Rondônia. Muitos dos jovens revolucionários marcharam vestidos com bonés da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em solidariedade à exemplar luta dos camponeses brasileiros.