A busca do imperialismo alemão por converter-se em uma superpotência


Reproduzimos documento publicado por Dem Volke Dienen (“Servir ao Povo”) – Alemanha com minuciosa e profunda análise das maquinações, conluios e pugnas do imperialismo alemão na briga por se converter em superpotência imperialista e aumentar sua arrecadação na superexploração dos países dominados; e as tarefas que isso traz para os revolucionários e comunistas desse país. Riquíssimo documento que, disponibilizado em português por serviraopovo.wordpress.com, nós repercutimos em nosso blog.


A luta contra o imperialismo alemão é para os comunistas na Alemanha no período atual, uma luta pela reconstituição do Partido Comunista da Alemanha sobre a base o marxismo-leninismo-maoísmo, principalmente maoísmo e as contribuições de validez universal do Presidente Gonzalo.

Proletários de todos os países, uni-vos!

A busca do imperialismo alemão por converter-se em uma superpotência

O imperialismo alemão está voltando-se cada vez mais forte. Tendo imposto sua direção na União Europeia através de seu domínio econômico e político contra os outros Estados imperialistas, e continua impondo-a, há alguns anos também fortalece sua força militar móvel e libera sua agressão imperialista contra os povos do mundo para, assim, forçar uma nova repartilha do mundo. Para isso, houve, há alguns anos, a preparação propagandística. Exemplo disto é Gauck, quem como presidente ou, melhor, na função de um capelão protestante, viajou de um lugar a outro do país e predicou a necessidade de “defender” a RFA (República Federal da Alemanha) na ponta do revolver.

Read More

GN Saibaba – Professor democrático condenado à prisão perpétua na Índia

Redação de AND, nº 186, p.22

‘Liberdade para Dr. GN Saibaba’

saiba

Camponeses brasileiros exigem libertação do professor GN Saibaba. Município de Manga, Norte de Minas.

Dezenas de mobilizações, pronunciamentos públicos e manifestações foram realizados em todo o mundo, atendendo ao chamado da Campanha Internacional pela Liberdade de GN Saibaba, denunciando a absurda condenação do mesmo à prisão perpétua em 8 de março pelo judiciário do velho Estado indiano. Além de Saibaba, outros quatro ativistas democráticos foram condenados a mesma pena, entre eles um jornalista e um estudante.

GN Saibaba é professor da Universidade de Delhi, destacado e prestigiado intelectual democrata e defensor irrenunciável dos direitos do povo. Sempre teve papel ativo nas denúncias das atrocidades cometidas pelo velho Estado indiano contra camponeses e povos tribais, sob a vestimenta de “guerra aos maoístas”. Saibaba agora é acusado de vínculos com o Partido Comunista da Índia (Maoísta) e esta acusação é a base de sua condenação.

Read More

Os estertores de um Estado em decomposição

Não adiantará às vivandeiras de quartel com seu reacionário discurso do “rearmamento moral” apresentarem-se como salvadoras da pátria, ainda que através de desbocados fascistas como Bolsonaro, nem os oportunistas eleitoreiros requentando seu “desenvolvimentismo” burocrático. Não vingará. […] O protesto popular tomará, por diferentes meios e formas, um volume nunca visto em nossa história e enfrentará a guerra civil reacionária em que o país já se acha mergulhado. As massas populares aprendendo a defender-se neste enfrentamento lançarão mão da justa belicosidade para impor seus interesses.

Editorial, AND nº 186

Ainda que a chamada delação do “fim do mundo” não tenha vindo a público em toda sua amplitude, já é possível aquilatar o pânico que toma conta do pântano em que se constituiu o sistema político brasileiro.

Fatos, por demais emblemáticos do afundamento dos três podres poderes deste arremedo de República, ocorreram nos últimos dias. Primeiro foi o encontro, registrado em escrachada foto, de Michel Temer, pelo executivo, Rodrigo Maia, pela Câmara dos Deputados, e Eunício Oliveira, pelo Senado, ambos chefes do legislativo, e Gilmar Mendes, ministro do Supremo pelo judiciário, tratando, no melhor estilo mafioso, de conjurar a crise política que ameaça levar de roldão todo o apodrecido sistema político com seus caciques, mandões e maiorais, bem como todas as siglas do Partido Único. Outro, foi o “barraco” encenado por Gilmar Mendes ao desqualificar o Ministério Público pelo vazamento dos depoimentos e ameaçando, inclusive, de impugnar as delações premiadas e o troco que recebeu de Janot que, sem citar o nome do indigitado, qualificou-o de comensal dos grupos de poder.

Read More

Tem boi na linha da ‘Carne Fraca’*

A pugna dentro das instituições do velho Estado é sinal inconteste de que o establishment também se dividiu, porém, seu núcleo é manejado pelos ianques e eles, para salvarem as instituições e seu modelo de democracia tratam de fazer uma faxina para enganar a opinião pública, principalmente das classes médias. O que a reação tem para se contrapor à revolução senão sua velha democracia?

Fausto ArrudaAND nº 186, p.3

A Operação “Carne Fraca”, com todo o estardalhaço com que foi divulgada, é apenas mais um capítulo da pugna entre os grupos de poder por assumir o controle do velho Estado brasileiro.

As três montanhas da opressão semicolonial e semifeudal de nosso país, representadas pelo imperialismo, pela semifeudalidade e pelo capitalismo burocrático, em suas frações que expressam seus interesses através das diversas siglas do partido único da reação, lutam tenazmente por abocanhar nacos cada vez maiores da economia nacional e, para tanto, usam de todas as armas: fraude, maquinações, campanhas de mentiras via monopólios da imprensa, assassinatos e, especialmente, da trapaça, tudo para fazer valer seus interesses.

Na tentativa de manter suas posições no jogo da economia semicolonial e semifeudal, o recém-nomeado ministro da agricultura, Blairo Maggi, fez declarações contra o que ele chamou de “burocracia fitossanitária”, ou seja, contra a fiscalização dos procedimentos na produção de alimentos, abrindo espaço para confirmar parte das denúncias sobre as fraudes praticadas pelos frigoríficos, como base da Operação “Carne Fraca”.

As empresas JBS e BRF, com toda sua aparência de modernidade, são apenas a ponta do iceberg representado pela cadeia produtiva, montada desde a base, em relações semifeudais que indicam a sobrevivência do velho latifúndio.

Read More

Revolucionários e democratas de todos os países convocam: ‘Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo!’

 

Redação de AND, nº 186

Partidos comunistas maoístas, organizações revolucionárias e democráticas  se pronunciaram e realizaram ações em diversos países na semana do dia 23 de março, como parte da campanha internacional Defender a vida e a saúde do Presidente Gonzalo e seu todopoderoso pensamento gonzalo!

“Convocamos o Movimento Comunista Internacional, assim como a todas as organizações revolucionárias, democráticas, e as massas populares de todo o mundo a dar um maior impulso à Campanha Internacional em Defesa da Vida e Saúde do Presidente Gonzalo, promovendo atos públicos ante representações diplomáticas e comerciais do velho Estado peruano”, diz a convocação emitida pelo Partido Comunista do Brasil – Fração Vermelha (PCB-FV).

A campanha foi impulsionada para reafirmar o papel do Presidente Gonzalo e do pensamento gonzalo – aplicação criadora do maoísmo aos problemas particulares da revolução peruana – e sua importância para a revolução proletária mundial.

A campanha também destacou-se por ressalvar os aportes de validez universal dados pelo Presidente Gonzalo na prática da revolução peruana, como a necessidade da construção concêntrica dos três instrumentos (Partido Comunista, eixo e centro; Exército Popular e Frente Única) e a consequente militarização do partido; a necessidade do assumimento de uma chefatura e um pensamento-guia gerados por toda revolução; definir o maoísmo como terceira, nova e superior etapa, entre outros. Sobre isso, discorremos já amplamente em AND nº 185, A forja de uma chefatura comunista.

Read More

Iraque e Síria: USA impõe terror contra os povos

Carro-bomba da resistência nacional emboscou forças lacaias dos ianques. Mossul, Iraque, 16 de janeiro de 2017.

Carro-bomba da resistência nacional emboscou forças lacaias dos ianques. Mossul, Iraque, 16 de janeiro de 2017.

Redação de AND

O imperialismo ianque segue incrementando a matança de massas na Síria e no Iraque, revestida de “guerra ao terrorismo” e “guerra ao Estado Islâmico”, com o objetivo imediato de afogar em sangue a resistência nacional empreendida por grupos armados nestes países.

Na Síria, o Observatório Sírio de Direitos Humanos denunciou o genocídio praticado pelos ianques entre os dias 15 e 20 de março. Segundo a fonte, bombardeios efetuados nas províncias de Aleppo e Al Raqqa ceifaram a vida de pelo menos 85 civis, entre mulheres e crianças. Além desses, outro bombardeio efetuado em Alyina, ao sudoeste de Al Atareb deixou 58 civis mortos.

A máquina de genocídio conhecida como Pentágono confirmou os bombardeios e alegou demagogicamente que foram destinados a posições da Al-Qaeda na Síria.

Read More

95 anos da fundação do Partido Comunista do Brasil (PCB)

PCB_

Redação de AND, nº 186

No dia 25 de março de 2017, completaram-se 95 anos da fundação do Partido Comunista do Brasil (PCB). Naquele março de 1922, Astrojildo Pereira (jornalista), Hermogênio da Silva Fernandes (eletricista e ferroviário), Manoel Cendón (alfaiate), Joaquim Barbosa (alfaiate), Luis Peres (artesão vassoureiro), José Elias da Silva (funcionário público), Abílio de Nequete (barbeiro), Cristiano Cordeiro (funcionário público) e João da Costa Pimenta (tipógrafo) reuniram-se na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro, e fundaram o partido. Inspirados pelos ventos da Grande Revolução Socialista de Outubro de 1917 na Rússia, esses nove representavam 73 comunistas de diferentes partes do país que se propuseram à árdua e gloriosa tarefa de fundar o partido revolucionário do proletariado brasileiro.

Não pretendemos aqui neste curto artigo fazer um balanço dos caminhos ziguezagueantes e das duras lutas de duas linhas entre o caminho revolucionário e o caminho reformista e legalista pelos quais o partido passou ao longo de sua história, tema que já foi profundamente abordado em artigos do Núcleos de Estudos do Marxismo-Leninismo-Maoísmo (NEMLM) publicados pelo jornal A Nova Democracia em 2012, quando dos 90 anos da fundação do PCB. Porém, pela passagem de tão relevante data – um marco resplandecente na história das lutas das classes exploradas do Brasil – ressaltamos a importantíssima iniciativa levada a cabo de forma decidida por aqueles nove comunistas em 1922 e aos milhares de heróis da classe operária que, nas fileiras do partido, sejam os dirigentes conhecidos ou os que a história nunca saberá seus nomes, entregaram generosamente suas vidas pela Revolução Brasileira.

Read More

PR: Ato repudia contrarreformas de Temer

Comitê de Apoio ao AND – São José dos Pinhais, PR

O Comitê de Apoio de São José dos Pinhais esteve presente nas manifestações do dia 15/3 contra os ataques à previdência levada a cabo pela gerência de turno de Michel Temer e sua quadrilha.

Os manifestantes começaram a se concentrar na XV de Novembro, às nove horas da manhã, ocupando o espaço com faixas e cartazes. Mais de duas mil pessoas estiveram presentes, demonstrando o amplo rechaço dessa contrarreforma. Às onze horas da manhã o protesto saiu pelas ruas da cidade com o carro de som, gritando palavras de ordem como “Um dois três, quatro cinco mil, ou param a reforma ou paramos o Brasil!”.

À tarde os manifestantes se dirigiram à Praça do Verbo Divino, onde houve uma aula pública retratando os problemas que acarretam essa contrarreforma da previdência, refutando algumas falácias das justificativas que o “governo” Temer usou para levá-la a cabo.

Read More

Errata AND nº 185

Nota da redação: A matéria publicada na edição de AND nº 185 intitulada “Vade retro”, produzida pelo Henrique Júdice foi impressa sem as devidas correções do redator. Informamos a nossos leitores também que a referida matéria foi publicada no site com as devidas correções. São elas:

i – em vez de “2) colocar a funcionária em questão para presidir audiências em seu lugar;”, o correto é “2) colocar outra funcionária para presidir audiências em seu lugar;” [se tratam de duas funcionárias distintas]

ii – em vez de “com outro igual, que caiu na vara de Luciane (29ª), e não na 12ª, onde correra o anterior e à qual, por lei, cabia.”, o correto é “com outro igual, que caiu na vara de Luciane (29ª), e não na 16ª, onde correra o anterior e à qual, por lei, cabia.”

iii – em vez de “Sem desembolsar nada, eles zeraram seu passivo trabalhista e mantiveram esses bens a salvo de execuções”, o correto é “Sem desembolsar nada, a Touring zerou seu passivo trabalhista no RS e manteve esses bens a salvo de execuções”