RJ: Convite ao debate ‘Jornadas de Junho e criminalização dos movimentos populares’

 lutar-nc3a3o-c3a9-crime1


Recebemos em nossa redação o convite para o debate organizado pela Frente Independente Popular (FIP-RJ), cujo tema lançado é As Jornadas de Junho e a criminalização dos movimentos populares. Estendemos aos nossos leitores e apoiadores o convite para que compareçam e participem, na quinta-feira (30/6), às 18H30, no IFCS.


A repressão e criminalização dos movimentos populares é uma política permanente na história de nosso país. O confirma a história da luta pela terra, cujas massas sempre foram tachadas de “bandidos”, “criminosos” e até de “terroristas” quando, ao fundo e ao cabo, só buscavam a conquista do mais elementar direito: a terra para viver do próprio suor, e cuja busca só lhes trouxe do velho Estado a repressão mais violenta, a qual os camponeses historicamente responderam com mais luta justa. Na cidade, igualmente, os estudantes, operários e demais categorias de trabalhadores, moradores de comunidades e favelas, as mulheres do povo e ativistas e militantes, sempre sofreram da repressão e criminalização quando se alçavam em exigir os direitos.

Read More

Repelir energicamente a repressão com mais protesto popular (Editorial 172)

DPP_1231

Combater o Estado policial e o fascismo com protesto popular. Foto: protesto estudantil, de Ellan Lustosa.

Editorial AND nº 172

O interventor do FMI e do Banco Mundial, Henrique Meireles, prepara o assalto de todos os assaltos aos cofres da União e dos Estados. Para tanto reúne o rebotalho do chiqueiro que se autodenomina Congresso Nacional para modificar a Constituição e com isso impor metas draconianas de redução de despesas públicas. Tais medidas incidirão basicamente sobre a educação, a saúde e a previdência social, piorando bastante o que já é ruim e que, como tal, tem merecido a indignação e o protesto do povo brasileiro, em massivas e justas manifestações, tanto no campo como na cidade.

Como medida complementar, o gerente interino Temer pôs em funcionamento o finado Gabinete de Segurança Institucional (GSI) por sugestão do comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, e do ex-ministro da Defesa, Nelson Jobim. Tal órgão incorporará a já existente ABIN (Agência Brasileira de Inteligência).

Read More

SP: mais uma criança assassinada pelo velho Estado

Redação de AND

No início desta semana, em plena segunda-feira (27 de junho), mais uma criança teve sua vida ceifada pelos aparelhos armados do velho Estado em São Paulo.  Wadik Gabriel Silva Chagas, 12 anos, foi assassinado por agente da Guarda Civil Metropolitana paulistana (GCM). A GCM justificou o crime como desdobramento de uma perseguição ao carro onde o menino estava supostamente acompanhado por dois homens suspeitos de um – também suposto – assalto na região da Cidade Tiradentes.

Segundo os agentes da GCM, dois homens em uma moto teriam pedido socorro informando que haviam sido assaltados por dois homens em um carro, cujas características (segundo os agentes) batiam com o carro onde Wadik estava. Um confronto teria sido iniciado pelos homens do carro e respondido pelos agentes, ferindo o garoto.

Read More

Água na tocha: manifestações rejeitam a farra olímpica

36c07cad-847e-4fd1-aed3-d7bad18086eb

Pichação na Vila Autódromo, comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro destruída pelos tratores “olímpicos” da prefeitura

Rafael Gomes Penelas

A “tocha olímpica”, símbolo dos Jogos Olímpicos que ocorrerão no Rio de Janeiro, é alvo de manifestações populares por onde tem passado no Brasil. No último dia 26 de junho, um jovem foi preso no município de Maracaju, Mato Grosso do Sul, após tentar apagar a tocha com um balde d’água. Ele foi solto após pagar fiança de mil reais.

Três dias antes, 23 de junho, um fato parecido aconteceu quando a tocha passava por Cuiabá, capital do Mato Grosso. Na ocasião, um jato d’água foi jogado de cima de um prédio, mas não conseguiu apagar o fogo. As imagens viralizaram nas ‘redes sociais’ e o que seriam apenas fatos isolados (ou até mesmo brincadeiras) feitos por algumas pessoas insatisfeitas com a farra da verba olímpica, ganharam apoio e simpatia de milhares de brasileiros. A torcida para que o fogo da tocha seja apagado é grande, como veremos a seguir.

Read More

USA: ataque à boate e a doutrina de “guerra ao terror”

timsamorlandolgbtlies2

Redação de AND

O ataque que vitimou 50 pessoas numa boate em Orlando, USA, serviu de combustível, mais uma vez, para os monopólios de comunicação e o Estado fascista ianque extravasarem sua doutrina de “guerra ao terror”. Omar Saddiqui Mateen, identificado como autor dos disparos, nasceu em Nova Iorque e não tinha ligação direta com o Estado Islâmico, muito embora era simpatizante daquele.

Obama aproveitou a ocasião e fez seu famigerado discurso pós-tragédia, exibindo demagogia e hipocrisia sob a forma de “direitos humanos” e “repúdio à barbárie”. Barbárie maior é a que ele prossegue e aprofunda no Oriente Médio, em conluio e pugna com os imperialistas russos e demais potências europeias, submetendo os povos daquela região ao caos. Inclusive, o USA financiou o Estado Islâmico para cumprir o trabalho sujo de desestabilizar a região, feitiço que hoje se mostra contra o feiticeiro.

Read More