Um massivo boicote à farsa eleitoral

08a


Publicamos uma nota da edição impressa de AND nº 176, página 7, sobre a campanha à farsa eleitoral que, vigorosa, se inicia em mais um ano de farsa eleitoral no âmbito municipal.


Aproximam-se as eleições reacionárias na esfera municipal e as organizações populares, classistas e combativas que atuam no campo e na cidade preparam um massivo e ativo boicote à farsa eleitoral e afirmando a necessidade de uma Grande Revolução no Brasil com o consigna de ELEIÇÃO NÃO! REVOLUÇÃO SIM!

Panfletagens, colagem de cartazes, pichações nos muros etc., já podem ser vistas em diversas cidades conclamando a população à não votar. Uma iniciativa nesse sentido foi feita por estudantes secundaristas no dia 19 de agosto na cidade de Niterói, no estado do Rio de Janeiro, onde fizeram uma agitação pública no Centro com as palavras de ordem: Abaixo o massacre olímpico! Eleição é farsa! Rebelar-se é justo! A atividade foi realizada pelo Coletivo Benário de Lutas e pelo Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR).

Read More

Camponeses em luta pela terra despejados no sul da Bahia

 Camponeses são despejados de latifúndio na Bahia - Fonte Voz do Movimento - MST

Camponeses são despejados de latifúndio na Bahia. Fonte Voz do Movimento – MST

No dia 26/08, no município de Teixeira de Freitas, extremo sul da Bahia (BA), 105 famílias camponesas ligadas ao MST foram removidas pela Polícia Militar do Acampamento Luís Gama, situado na fazenda Mariângela.

A liminar de reintegração de posse expedida pelo judiciário local foi em favor do latifundiário Joaquim Henrique, pretenso proprietário das terras, que mora em Salvador e há tempos não põe os pés nesse latifúndio.

Read More

Começa a campanha de boicote à farsa eleitoral

FOTO

Amanhã, dia 30, ficará pronta a edição nº 176 do jornal A Nova Democracia, que em breve estará disponível nas bancas e na internet. Nesta edição, traremos como manchete o início da campanha que, em todo o país, denunciará o caráter farsante das eleições no Brasil. Esta foto, tirada por Eduardo Magrão em Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), mostra a entrada da casa de um operário da construção civil que já tomou umas das primeiras iniciativas! Convidamos os nossos leitores e leitoras a enviarem imagens de seu bairro, cidade ou região!

A bancarrota do revisionismo cubano

FF003455-51CB-4658-A14D-C98BFFF19949_mw1024_mh1024_s


Conforme prometemos na edição impressa de AND nº 176, publicamos na íntegra aqui no Blog da Redação o documento Bancarrota del revisionismo cubano, de autoria do Partido Comunista do Equador – Sol Rojo (Puka Inti). Este documento elucida, sob a luz da ciência do proletariado, o caráter da Revolução Cubana e a posição de classe de sua direção.

Nossas saudações ao companheiro Lúcio Jr. pelo seu trabalho de tradução do artigo para o português e seu envio a nossa redação.


1.Introdução

Nos últimos dias o cenário internacional tem estado marcado por informações inerentes às aparentes mudanças que se estão imprimindo na estrutura econômica, política e social de Cuba.

Sobre esse mesmo tema, a esquerda revisionista e oportunista do Equador tem saído ao “encontro” dessas notícias manifestando o “oportuno” dos mesmos considerando a virada que tem tomado a humanidade e que podem ser levados adiante, “sem que se perca a essência da revolução”. Os mais radicais falam que as mudanças que estão se dando em Cuba representam “um passo atrás na revolução”.

Read More

“Lutar contra o velho Estado pela República Popular do Peru”

71842_407086782834056_8272658779972911963_n

Gravura do PCP retratando o ILA-80


O presente documento é de autoria do Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) e foi publicado originalmente em vnd-peru.blogspot.com e contém uma profunda e científica posição de classe a respeito do resultado das eleições burguesas no Peru e o novo governo serviçal do imperialismo resultante desse processo. A versão em português que publicamos nesta ocasião foi retirada de serviraopovo.wordpress.com. Devido a importância de seu conteúdo, dedicaremos esta seção do jornal exclusivamente a publicação deste documento e na próxima edição retomaremos as publicações das notícias da Guerra Popular em outros países.


Proletários de todos os países, uni-vos!

O povo peruano não pode esperar nada além de mais repressão e genocídio, mais fome e miséria e mais venda do país pelo novo governo do partido único de Kuczynski-Fujimori

Denunciamos que a apresentação do gabinete ministerial de Fernando Zavala e o voto de confiança quase unânime do Congresso confirmam nossas suspeitas de que estamos ante um governo do partido único encabeçado por um presidente da grande burguesia compradora e seu primeiro ministro das mesmas fileiras (Kuczynski, ex-agente financeiro de Rockefeller, e Fernando Zavala, ambos ex-funcionários do Banco Mundial e representantes das grandes empresas no país), governo que representa o continuísmo do regime inaugurado com o chamado “autogolpe de Fujimori” (5 de abril de 1992), levado a cabo pelas Forças Armadas genocidas do velho Estado peruano latifundiário-burocrático a serviço do imperialismo, principalmente ianque. Dele, o povo peruano não pode esperar nada além de repressão e genocídio, mais fome e miséria e mais venda do país.

Read More

“Hoje ele pede seu voto, amanhã manda a polícia lhe prender”

latuff-eleicoes


Publicamos em nosso Blog a matéria publicada em AND nº 176, página 18, caderno de Nova Cultura.


Paula Spernau

Aproxima-se mais uma vez o circo da farsa eleitoral. Este ano ele ocorrerá em meio ao agravamento da crise política e moral do velho Estado brasileiro. No entanto, o descrédito do povo na mudança de sua situação objetiva através das eleições vem de muito antes e só cresce. Ele é proporcional ao agravamento da carestia de vida, dos ataques aos direitos do povo, da repressão e da brutal exploração.

Ressaltaremos aqui o papel da cultura popular como manifestação política viva das camadas populares que expressam todo seu rechaço às eleições reacionárias como instrumento das classes dominantes que decidem, de tempos em tempos, quem portará o bastão da opressão contra as massas.

No Rio de Janeiro, a favela, como berço efervescente da cultura popular, manifesta por exemplo no samba, é porta-voz de denúncias e protestos humorados e contundentes contra o sistema de exploração e contra a farsa que o legitima, as eleições.

Read More

Segue incontível a rebelião negra

ap_248627842143_7465fc7c1b1426a95b91d79756b8cc57.nbcnews-ux-2880-1000

Rebeliões alavancam a situação revolucionária no USA


Reproduzimos matéria a ser publicada na edição impressa de AND nº 176, página 22, tratando das rebeliões e da situação revolucionária em desenvolvimento no USA.


Jailson de Souza

A permanente resistência travada pelo povo e particularmente pelo proletariado mais pobre e mais explorado no USA (principalmente negros) contra o Estado imperialista ianque tem alcançado grandes alturas nos últimos meses. Desde que os dois heróis do povo Micah X. Johnson e Gavin Eugene Long impuseram derrotas ao Estado ianque através dos atos de guerra, novas perspectivas se abriram à resistência das massas e acuaram o USA. Não à toa, os imperialistas se estremecem e todo o monopólio da imprensa tagarela preocupados com a situação extraordinária da luta de classes no USA, segundo eles, “à margem de uma guerra civil”.

Read More

Avançam retomadas e a luta indígena

Povo

Povo Gamela persiste na luta combativa por retomar seus territórios no Maranhão.

MA: retomada de território e luta contra madeireiros

O povo Gamela segue na sua luta pela retomada dos seus territórios tradicionais no estado do Maranhão. No dia 15/08, no município de Viana, os Gamela ocuparam uma fazenda às margens do rio Piraí, local sagrado para este povo, que se encontrava invadido por latifundiários.

“Estamos bem, mas o fazendeiro já está rondando nosso acampamento com capangas. A gente teme por um ataque porque eles são perigosos. A retomada é uma forma de proteger a Mãe Terra, que vinha sendo maltratada pelos fazendeiros, e de reiterar à FUNAI para que seja criado o Grupo de Trabalho para a identificação e demarcação de nosso território”, comentou Kaw Gamela ao Cimi.

Os indígenas denunciam que os latifundiários e empresas vêm desmatando a área e destruindo as margens do rio, com a retirada de milhares de toneladas de barro para a fabricação de tijolos e telhas, além do desvio do leito do rio para o usufruto exclusivo para as lavouras e criações de animais dos latifundiários, o que prejudica os Gamela que dependem do rio para a pesca, já que o peixe é uma das suas bases alimentares.

Read More

Comunistas denunciam massacre olímpico na Alemanha e Áustria

20160805_165326-mins

Com informações de vnd-peru.blogspot.com

A seguir documentamos as ações levadas a cabo na Alemanha e Áustria em apoio aos companheiros do Brasil e do povo brasileiro e sua luta contra o massacre olímpico. As ações levaram-se a cabo nas duas semanas, durante as quais se celebraram no Rio de Janeiro os Jogos Olímpicos e são a expressão do espírito internacionalista proletária para apoiar as lutas dos povos do mundo, sobretudo nas nações oprimidas.

Read More

Massacre e hipocrisia olímpicos

403


Reproduzimos o artigo do prof. Fausto Arruda, publicado na página 3 da edição corrente de AND (nº 175) sobre o massacre olímpico e a tão alardeada “abertura olímpica”.


A abertura da 31ª Olimpíada da era moderna, realizada no Maracanã, Rio de Janeiro, foi suficientemente reveladora da hipocrisia que permeia a realização deste evento internacional desde que o capitalismo em sua fase apodrecida, o imperialismo, substituiu o “espírito olímpico” pelo “espírito do mercado”.

O espetáculo da abertura foi saudado de forma bastante elogiosa pelos monopólios de comunicação do Brasil e do exterior. Para nós da imprensa popular e democrática cabe ir mais a fundo nesta apreciação trazendo à tona questões como essência e aparência, forma e conteúdo.

Read More