Liga Operária denuncia encontro de centrais chapa-branca com reacionário Temer

Centrais sindicais buscam acordo eleitoreiro com gerência antipovo e vende-pátria de Temer. Foto de 10 de junho de 2016.

Centrais sindicais buscam acordão com gerência antipovo e vende-pátria de Temer. Foto de 10 de junho de 2016.


Reproduzimos nota emitida no site da Liga Operária denunciando o encontro das centrais sindicais pelegas e a desmobilização das massas perpetradas por estas, visando a um acordão para melhor atender a seus interesses eleitoreiros, compactuando assim com o assalto da Nação e esfaqueamento dos direitos do povo. 


Centrais sindicais traidoras enrabichadas com Temer e ataques aos direitos previdenciário

Outra vez, as traidoras centrais sindicais demonstram sedução pelo podre poder burguês-latifundiário, serviçal do imperialismo, conluio com o governo de turno e articulam contra interesses dos trabalhadores. Na calada da noite dessa segunda-feira, 5/12/16, as centrais sindicais – Cut, Força Sindical, UGT, CTB, NCST e CSB – se reúnem com  Michel Temer, no Palácio do Planalto.

A reunião tem como tema o abusivo pacote de ataques aos direitos previdenciários dos trabalhadores e, mais uma vez, as centrais sindicais traem os trabalhadores aceitando participar de convescote palaciano, no momento do anúncio oficial das maléficas medidas, como aumento da idade mínima para aposentadoria, regras ainda piores para as mulheres, privilégios para os militares das Forças Armadas, juízes, parlamentares e outras castas.

Read More

Servir ao povo através da arte

Grupo se apresenta no 8º Congresso da LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia, em Januária (MG). Foto: Ellan Lustosa/AND

Grupo se apresenta no 8º Congresso da LCP do Norte de Minas e Sul da Bahia, em Januária (MG). Fotos: Ellan Lustosa/AND

Rosa Minine, AND nº 181, p. 18

Forma de expressão da cultura popular que não apenas retrata a mais dura realidade de vida do povo, mas, principalmente, propõe mudanças, o grupo de Teatro Servir Ao Povo é uma realidade dentro do universo de Nova Cultura. Formado em sua maioria por camponeses, militantes do Movimento Feminino Popular (MFP), da Escola Popular e da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), o grupo propõe a construção de um novo mundo onde haja uma vida digna para todos.

— O grupo teve início quando surgiu a Escola Popular em Varzelândia, Minas Gerais. Recebemos a visita de uns companheiros do Chile e veio a ideia de fazer uma apresentação para prestigiar a chegada. Então pegamos uma peça de teatro, A Aldeia Tachai, e em questões de horas ensaiamos e conseguimos apresentar — conta Alice, integrante do grupo.

— As companheiras da Escola Popular propuseram montar um grupo de teatro com os jovens que participaram do espetáculo. Com esse grupo fizemos estudos relacionados ao Presidente Mao Tsetung, que foi nossa principal base. O grupo sempre leu o editorial e algumas matérias do jornal A Nova Democracia para poder fazer a discussão política — continua.

Read More

Completam-se 82 anos do nascimento do Presidente Gonzalo

A journalist walks past by a painting shows Peru's Shining Path guerrilla leader Abimael Guzman, who was captured in 1992, at a police museum in Lima, November 6, 2009. Objects captured from the Shining Path movement, paintings portraying deadly bomb attacks, photographs of beheaded children and rusting homemade grenades fill the police museum dedicated to the 31,300 people killed by the rebel group. Guzman, a former philosophy professor, has equated himself in writings to Lenin, Marx, and Mao and claimed he was at the forefront of a global revolutionary movement. His followers revered him and committed hundreds of bombings and beheadings to try to create a Communist state and eradicate social inequalities in Peru. REUTERS/Mariana Bazo (PERU CRIME LAW SOCIETY POLITICS CONFLICT)

Redação de AND, edição nº 181, 1ª quinzena de dezembro

Neste 3 de dezembro celebra-se o nascimento do Presidente Gonzalo, completando seus 82 anos. Conforme afirmou o Movimento Popular Peru (Comitê de Reorganização) em declaração emitida em 19 de junho de 2016:

“Desde o dia 12 de setembro de 1992, o Presidente Gonzalo se encontra em condição de prisioneiro de guerra, como resultado de um plano da CIA ianque com a colaboração de uma camada de traidores – as ratazanas que logo apareceram como as cabeças da linha oportunista de direita, revisionista e capitulacionista”.

Read More

3 de dezembro: Dia do Exército Guerrilheiro Popular

Gravura retrata fundação da I Escola Militar do Partido Comunista do Peru.

Gravura retrata fundação da I Escola Militar do Partido Comunista do Peru.

Redação de AND, edição nº 181, 1ª quinzena de dezembro

Neste 3 de dezembro completam-se 37 anos da fundação do Exército Guerrilheiro Popular (EGP) plasmado pelo Partido Comunista do Peru (PCP).

Neste mesmo dia, em 1979, na I Conferência Nacional pessoalmente dirigida pelo Presidente Gonzalo, se definem a estratégia e tática e o primeiro plano militar da Guerra Popular e o alinhamento básico de construção do Exército Popular, concluindo, mediante luta de duas linhas, com a fundação da primeira companhia do Exército Vermelho – definindo-se mais tarde este dia como o “Dia do Exército”.

Read More

Liberdade imediata para Rafael Braga!

rafael_braga

Reproduzido do site do Movimento Estudantil Popular Revolucionário – MEPR

A “justiça” do velho e apodrecido Estado brasileiro havia soltado Rafael Braga, um jovem negro que havia sido preso nas jornadas de junho de 2013 por portar uma garrafa de desinfetante Pinho Sol (!). Porém, o mesmo foi preso novamente neste ano de forma arbitrária e fascista!

A polícia militar no dia da sua segunda prisão, ao abordá-lo numa padaria, implantou provas nas sacolas em que carregava e forçou a usar drogas, no intuito de criminalizá-lo! Rafael segue preso desde então, recebendo inúmeros tipos de manifestações em sua solidariedade.

Mesmo Rafael Braga sendo inocente, o velho Estado continua com suas medidas fascistas e antipovo contra ele e todas as massas populares, mantendo-o preso. Isso só mostra seu real caráter reacionário, de servir ao latifúndio, aos banqueiros e empresários gerando o genocídio das camadas do povo brasileiro, neste caso: o povo negro.

Read More

Norte de MG: LCP realiza combativa manifestação contra a PEC 55/241

lcpmg

Comitê de Apoio ao AND do Norte de Minas Gerais

lcpmg2Ativistas da Liga dos Camponeses Pobres do Norte de Minas e Sul da Bahia realizaram uma combativa manifestação no dia 29 de novembro, contra a PEC 55/241 e todos os pacotaços do gerenciamento vende-pátria e antipovo de Temer e sua quadrilha.

A BR 251 – principal entroncamento rodoviário do Norte de Minas – foi fechada durante cerca de duas horas. Barricadas de pneus em chamas foram erguidas e faixas conclamando “Contra a crise e os pacotaços: Greve Geral!”; “Viva a Revolução Agrária!” e “Eleição Não! Revolução Sim!” fecharam os dois sentidos da pista, ocasionando um congestionamento de vários quilômetros.

Read More

Massas confrontam terror ianque no Iraque

23a

Blindados pró-ianques emboscados pela resistência nacional em Mosul, Iraque.

Jailson de Souza, AND nº 181, p.23

O imperialismo ianque e seus temporários sócios menores têm aplicado contra a nação iraquiana a mais perversa guerra de rapina e o verdadeiro terror. A ofensiva para tomar Mosul, no norte do Iraque, hoje sob controle dos jihadistas do Estado Islâmico, tem sido o pretexto para saciar o desejo belicoso e sanguinário do imperialismo ianque em busca da hegemonia única mundial.

É sob o repugnante manto de “guerra à barbárie islâmica”, “guerra ao terrorismo” e “guerra ao Estado Islâmico” que tem aplicado o horror contra as massas, utilizando sua bucha de canhão nas incursões terrestres o colonial exército “iraquiano”, as “Forças Democráticas Sírias” (FDS) e as “Unidades de Proteção Popular” (YPG), enquanto bombardeia indiscriminadamente o território iraquiano. Mercenários também avançam contra Raqqa, na Síria, buscando dividir as forças de resistência.

Civis torturados pelos invasores

Segundo denúncia pública da Anistia Internacional feita neste 3 de novembro, tropas invasoras que seguem o bastão de mando dos ianques humilharam publicamente e torturaram moradores ao sudeste de Mosul, região já ocupada pelos títeres dos imperialistas.

Read More

Chacina na Cidade de Deus é guerra contra o povo

Aparato repressivo do velho Estado promove massacre contra o povo pobre e negro na CDD

Aparato repressivo do velho Estado promove massacre contra o povo pobre e negro na CDD

João Antônio, AND nº 181, p. 6

Durante a segunda quinzena de novembro, a Cidade de Deus (CDD), favela localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi marcada pelo absurdo crime de execução e esquartejamento de pelo menos sete homens cometido pelos aparatos de repressão genocida do velho Estado.

A chacina aconteceu após uma invasão da comunidade pelas tropas da PM nos dias 18 e 19 de novembro, ocasião em que ocorreu a queda de um helicóptero do Batalhão de Choque da PM – sem causas determinadas até o fechamento desta edição –, desencadeando uma odiosa operação de guerra contra a população. As agressões se iniciaram já na noite de 19 de novembro, quando até mesmo os policiais dos 18º e 31° Batalhões da PM que estavam de folga foram convocados para tomar parte na operação que resultou na bárbara chacina.

Os corpos dos sete moradores foram encontrados sem os seus pertences em uma mata da favela. Segundo moradores e parentes, alguns estavam nus e decapitados, outros, com membros decepados, com claros sinais de execução: vítimas baleadas na nunca e esfaqueadas. Foram cruelmente assassinados:  Leonardo Camilo da Silva (30 anos), Marlon César Jesus de Araújo (22 anos), Renan da Silva Monteiro (20 anos), Leonardo Martins Silva Júnior (que completaria 21 anos no dia 23/11), Rogério Alberto de Carvalho Júnior (34 anos), Robert Souza dos Anjos (24 anos) e Enzo João Beija da Silva (17 anos).

Read More

AL: camponeses e estudantes marcham contra pacotaços

maceio2Nota e fotos enviados pela Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste

No dia 25 de novembro, em Maceió, foi realizado um ato vitorioso contra os pacotaços antipovo e vende-pátria do gerenciamento Temer (PMDB) e sua quadrilha. Estiveram presentes dezenas de trabalhadores, de diversos setores da sociedade, inclusive sindicatos e centrais sindicais.

maceio3Porém, dentre estes, a presença dos camponeses, organizados pela Liga dos Camponeses Pobres do Nordeste (LCP-NE), dos estudantes, ocupados no prédio da reitoria da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), e também muitos jovens ativistas da periferia maceioense, causou grande impacto para quem esperava realizar um “ato simbólico”, pois estes ousaram sair da praça e tomar as ruas do Centro, agitando; “Não vai ter PEC! Vai ter luta!”

Read More